O consórcio de veículos de imprensa, divulgou nesta última terça-feira, que 79,39% da população brasileira está totalmente imunizada contra a COVID-19. Isso representa mais de 170 milhões de brasileiros que receberam a segunda dose da vacina ou a dose única. Mais de 100 milhões de pessoas já receberam a dose de reforço aqui no país.

As crianças entre 03 e 11 anos de idade já receberam mais de 14 milhões de dose, o que representa 53,58% da população que tomou a primeira dose nessa faixa etária. Sendo que mais de 9 milhões de crianças já foram totalmente imunizadas com a segunda dose da vacina, representando 36,18%.

Brasil, 20 de setembro

• Total de pessoas que estão totalmente imunizadas (que receberam duas doses ou dose única): 170.558.436 (79,39% da população total e 85,21% da população vacinável*)

• Total de pessoas que receberam a dose de reforço: 103.690.781 (48,27% da população total e 57,72% da população vacinável**)

• Total de pessoas que estão parcialmente imunizadas (que receberam apenas uma das doses necessárias): 181.104.395 (84,3% da população total e 90,48% da população vacinável)

*população com 3 anos de idade ou mais
**população com 12 anos de idade ou mais

• Total de crianças de 3 a 11 anos que tomaram a primeira dose: 14.158.139 (53,58% da população entre três e 11 anos)

• Total de crianças de 3 a 11 anos que estão totalmente imunizadas: 9.559.607 (36,18% da população entre três e 11 anos)

• Total de doses aplicadas: 455.353.612 (85,83% das doses distribuídas para os estados)

• 22 estados e o DF divulgaram dados novos: SE, TO, MA, GO, RJ, MS, RO, MG, PB, DF, RN, BA, MT, ES, RS, AP, CE, AM, AL, PE, PI, SP, SC

• 4 estados não divulgaram dados novos: AC, PA, PR, RR

• Os estados de SP, RJ, MA, TO e AP não separam os números de terceira e quarta dose. Por esse motivo, os percentuais de reforço podem estar inflados.

A campanha de vacinação começou em janeiro de 2021, priorizando profissionais da saúde, pessoas com 60 anos ou mais que residem em asilos, pessoas com deficiência e a população indígena aldeada, quilombolas e ribeirinhos. Logo após passou para pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional, forças de segurança e professores e assim para população geral

O consórcio de veículos de imprensa foi formado em junho de 2020, uma parceria do formada pelo g1, “O Globo”, “Extra”, “O Estado de S.Paulo”, “Folha de S.Paulo” e UOL. Onde os dados de vacinação passaram a ser acompanhados a partir de 21 de janeiro, com boletins informando o número de pessoas mortas por coronavírus, a quantidade de contaminados e a média móvel, indicador segundo o qual é possível verificar em quais estados a pandemia do novo coronavírus está aumentando, diminuindo ou em estabilidade.

Fonte: G1

Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Direitos Reservados

Texto: Romeu Lima



Source link

Comente a matéria: