Economia

Economia reduz estimativa oficial de inflação de 6,3% para 5,85%

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia manteve a projeção para o crescimento da economia este ano e reduziu a estimativa oficial para a inflação. As projeções estão no Boletim Macrofiscal divulgado hoje (17).

A projeção de inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) recuou de 6,3% para 5,85%. Mas ainda está acima da meta de inflação para o ano, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em 3,5%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2% e o superior é 5%.

No ano, o IPCA já acumula alta de 4,7% e, em 12 meses, o índice total está em 6,47%.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), utilizado para estabelecer o valor do salário mínimo, deverá encerrar este ano com variação de 6%, segundo a previsão da SPE, queda de 0,54 ponto percentual em relação ao boletim anterior. A projeção para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), que inclui também o setor atacadista e o custo da construção civil, além do consumidor final, é de 6,11%, abaixo da estimativa anterior de 9,44% e inferior à taxa registrada em 2021, de 17,74%.

PIB

A estimativa para o aumento do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) ficou em 2,7%, mesmo número divulgado no boletim anterior, em setembro. Segundo a SPE, o desempenho do emprego, do setor de serviços e da taxa de investimento justificaram a manutenção.

“Conforme salientado nos boletins anteriores, já era esperada desaceleração da atividade econômica no segundo semestre deste ano, resultado dos efeitos defasados do ciclo de ajuste da política monetária [aumento de juros pelo Banco Central]. No entanto, projeta-se que os impactos advindos da elevação da taxa de juros se reduzam ao longo do próximo ano”, informou a SPE.

Em 2021, o PIB do Brasil cresceu 4,6%, totalizando R$ 8,7 trilhões. Apesar de manter a estimativa para 2022, a SPE reduziu a previsão de crescimento em 2023 de 2,5% para 2,1%. Segundo o órgão, o cenário externo mais adverso, com a alta dos juros da economia norte-americana e a guerra na Ucrânia, afeta a expansão econômica no resto do mundo. A projeção para 2024 foi mantida em 2,5%.

De acordo com o Ministério da Economia, houve expansão no mercado de trabalho, com a taxa de desocupação caindo para 8,7% no terceiro trimestre, conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o IBGE, os indicadores do setor de serviços tiveram expansão anualizada de 3,2% de julho a setembro.

Perspectivas

Apesar de reconhecer a desaceleração da economia no terceiro trimestre, a SPE espera que a recuperação econômica se mantenha no quarto trimestre, puxada pelos serviços e pela estabilidade na agropecuária. Segundo o órgão, os efeitos do aumento da taxa Selic (juros básicos da economia) pelo Banco Central são os principais responsáveis pela queda no ritmo de crescimento.

“Após a forte recuperação até o 2T22 [segundo trimestre], a atividade econômica desacelerou ao longo do terceiro trimestre de 2022, decorrente sobretudo do desempenho da indústria e do comércio. Dados mensais dos indicadores antecedentes e coincidentes sinalizam a continuidade da recuperação da economia no quarto trimestre, embora em ritmo menos intenso, devido, em grande medida, aos efeitos defasados da política monetária, conforme sinalizado nos boletins anteriores”, destaca o boletim.

Source link

Mercado eleva projeção para crescimento da economia em 2022

A previsão do mercado financeiro para o crescimento da economia brasileira este ano subiu de 2,71% para 2,76%. A estimativa está no boletim Focus de hoje (24), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), em Brasília, com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Para o próximo ano, a expectativa para o Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – é de crescimento de 0,63%. Em 2024 e 2025, o mercado projeta expansão do PIB em 1,8% e 2%, respectivamente.

A previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – considerada a inflação oficial do país – também variou para baixo, de 5,62% para 5,6% neste ano. É a 17ª redução consecutiva na projeção. Para 2023, a estimativa de inflação ficou em 4,94%. Para 2024 e 2025, as previsões são de 3,5% e 3%, respectivamente.

A previsão para 2022 está acima do teto da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,5% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2% e o superior 5%.

Em setembro, puxada principalmente pela queda de preços de combustíveis, houve deflação de 0,29%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse foi o terceiro mês seguido de deflação e a menor variação para um mês de setembro desde o início da série histórica, que começou em 1994. Com isso, o IPCA acumula alta de 4,09% no ano e de 7,17%, nos últimos 12 meses.

Juros e câmbio

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, definida em 13,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). A taxa está no maior nível desde janeiro de 2017, quando também estava nesse patamar.

Amanhã (25) e quarta-feira (26), o Copom faz a penúltima reunião do ano para discutir possíveis mudanças na Selic, mas previsão do mercado é que ela seja mantida e encerre o ano nos mesmos 13,75%. Para o fim de 2023, a estimativa é de que a taxa básica caia para 11,25% ao ano. Já para 2024 e 2025, a previsão é de Selic em 8% ao ano e 7,75% ao ano, respectivamente.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Desse modo, taxas mais altas também podem dificultar a expansão da economia. Além da Selic, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas.

Quando o Copom diminui a Selic, a tendência é de que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação e estimulando a atividade econômica.

A expectativa para a cotação do dólar manteve-se em R$ 5,20 para o final deste ano. Para o fim de 2023, a previsão é de que a moeda americana se mantenha nesse mesmo patamar.

Source link

Brasil apresenta dados de retomada econômica ao G20

O Brasil está retomando o crescimento sustentável, disse hoje (13) em Washington o ministro da Economia, Paulo Guedes. Em uma série reuniões com os países do G20 (grupo das 20 maiores economias do planeta), ele apresentou dados da retomada econômica do país e reafirmou o papel do Brasil em fornecer comida e energia para o resto do mundo.

“Trago boas notícias do Brasil. Estamos retomando o crescimento sustentável, nossa própria dinâmica de crescimento. As estimativas de crescimento têm sido revistas para cima o tempo todo”, disse o ministro na capital norte-americana. Além de reuniões do G20, Guedes participa nesta semana das reuniões anuais de outono (no hemisfério norte) do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.

Ao longo desta semana, o ministro fez quatro exposições em reuniões do G20. Segundo Guedes, o Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos) deverá crescer 3% em 2022 e manter o ritmo por um longo período. Para ele, o fato de o FMI ter revisado, de 1,7% para 2,8%, a previsão de crescimento do PIB neste ano serve como prova do bom momento que atravessa a economia brasileira.

De acordo com Guedes, o gasto público federal caiu de 26% para 18,7% do PIB nos últimos dois anos, e a taxa de desemprego recuou de 14,9% para 8,9% no mesmo período. O ministro lembrou que a dívida pública bruta está em torno de 77% do PIB, no mesmo nível do período anterior à pandemia.

Para ele, o país teve agilidade no enfrentamento à pandemia de covid-19, com a introdução do auxílio emergencial e ajuda aos estados e aos municípios. Isso ajudou o país a estar em crescimento hoje. O fato de o Banco Central brasileiro ter começado a elevar os juros antes da maior parte do mundo ajuda a combater a inflação.

OCDE

O ministro repetiu números, como o de que o Brasil tem US$ 200 bilhões em investimentos contratados pelos próximos 10 anos. Segundo ele, isso só foi possível por causa das reformas realizadas em setores como infraestrutura e energia. Guedes ressaltou que o Brasil está convergindo para as melhores práticas internacionais, como parte do processo de adesão à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Na avaliação do ministro, o Brasil está alinhado à agenda de reformas e à melhoria do ambiente de negócios. Ele lembrou que a OCDE tem diretrizes de preservação ambiental e que o Brasil tem potencial para desenvolver um expressivo mercado de economia verde. “O Brasil apoia fortemente as discussões na OCDE, inclusive para abordagens de mitigação de carbono”, declarou.

Guedes destacou que o Brasil tem vantagens competitivas em relação ao meio ambiente, como legislação ambiental rígida e capacidade de produção de energia limpa. Também ressaltou que o país é um dos principais produtores globais de comida e tem papel relevante em fornecer segurança alimentar ao planeta.

Link de origem

Concursos poderão ser prorrogados sem aval do Ministério da Economia| Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que permite a prorrogação da validade de concursos públicos sem autorização do Ministério da Economia.

A medida foi publicada hoje (27) no Diário Oficial da União e vale para órgãos da administração pública federal direta, além de autarquias e fundações.

Os concursos públicos têm validade máxima de dois anos, contados da data da homologação, e podem ser prorrogados uma vez, por igual período, de acordo com a previsão do edital. Durante esse prazo, os órgãos podem continuar convocando os aprovados no certame.

O decreto desta terça-feira também altera o limite de candidatos aprovados em concursos públicos com duas etapas, como aqueles com curso de formação como parte integrante do processo. De acordo com o texto, para cada vaga prevista no edital, seis candidatos podem ser aprovados. Os números conforme as vagas previstas de 2 até 29. A partir de 30 vagas previstas em edital, poderá ser aprovado o triplo de candidatos.

No caso de concursos com apenas uma etapa, o limite de aprovados varia de 5 para cada vaga prevista até o dobro destas, caso a quantidade seja a partir de 30 vagas.

O texto prevê ainda que, no caso de concursos que tenham curso ou programa de formação, o número de participantes não pode ser superior ao número de vagas, exceto quando o Ministério da Economia autorizar a nomeação de candidatos aprovados e não convocados, que ultrapassem em até 25% o quantitativo original de vagas.

Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência da República explicou que “a alteração não gera regra aplicável diretamente aos certames públicos, mas é um comando dirigido às autoridades que formulam os editais de concurso público”.

“Espera-se que, com a medida, seja possível racionalizar o aproveitamento de candidatos em concursos públicos com curso de formação, em especial os envolvendo pessoal da Polícia Federal e Pessoal da Polícia Rodoviária Federal”, diz a nota.

Source link

Grupo polonês vai investir R$ 710 milhões em nova fábrica de latas


O grupo polonês Canpack vai investir R$ 710 milhões para construir sua quarta fábrica no Brasil, onde chegou em 2016. A cidade escolhida foi Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais, e marca a entrada da empresa na região Sudeste. Com sede em Cracóvia e com 28 fábricas em 17 países, a Canpack já está presente no Nordeste, no Estado do Ceará, e no Centro-Oeste, no Estado de Goiás.

Somado esse investimento em Minas com um aporte recente de R$ 360 milhões, feito para uma fábrica de tampas em Manaus, a Canpack vai investir quase R$ 1,1 bilhão no Brasil.

O início da operação está previsto para o fim do primeiro trimestre de 2024 e 140 postos de trabalho devem ser abertos. A nova unidade fabril terá uma capacidade de produzir 1,3 milhão de latas ao ano. O Brasil é o terceiro maior mercado de latas de alumínio para bebidas do mundo e líder na reciclagem desta embalagem metálica.

Para os executivos da empresa, o uso da lata tem um vínculo direto com o verão, a praia, Carnaval, Copa do Mundo e outros eventos, como Rock in Rio. Por isso, há uma grande expectativa com este segundo semestre.





Source link

Mulheres são mais conservadoras ao investir, aponta Santander

 

Levantamento com clientes mostra que quase 70% das aplicações feitas por investidoras em janeiro foram em ativos de renda fixa

Com a taxa básica de juros do País, Selic, no patamar de dois dígitos, as mulheres iniciaram o ano um pouco mais conservadoras do que os homens nos investimentos. Levantamento realizado pelo Santander Brasil com clientes investidores (dos segmentos Especial, Van Gogh e Select) mostra que cerca de 70% dos recursos aplicados por mulheres foram destinados à renda fixa, contra 53% dos homens. Esses percentuais levam em consideração as aplicações em Certificados de Depósitos Bancários (CDB), Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e poupança. 


Publicidade

No quesito planejamento para o futuro, homens e mulheres são bem parecidos, com 13% do dinheiro aplicado em planos de previdência privada. Os fundos seguem logo em seguida como outra opção de investimento preferida por eles (12,8% dos recursos), ante 10,4% por elas. O público masculino se arrisca mais na renda variável, com quase 2,5% dos recursos alocados em ações, ETFs (fundos de índices) e fundos imobiliários. Já o público feminino alocou menos de 1% nessa categoria.
 
“Tradicionalmente, as mulheres costumam ser mais cautelosas com seus investimentos do que os homens, mas isso não é necessariamente uma regra. Nos momentos de taxa de juros baixa, as mulheres aprenderam a importância de diversificar seus investimentos. O que vemos é que, em momentos de instabilidade, a renda fixa acaba sendo o porto seguro dos investidores em geral. Com a Selic em dois dígitos, este movimento é esperado”, afirma Luciane Effting, superintendente executiva de Investimentos do Santander Brasil. 
   
Diversificação
 
Mesmo que com uma parcela menor de dinheiro, tanto os homens quanto as mulheres diversificam seu portfólio em outros produtos: quase 2% dos recursos aplicados tanto por um público quanto por outro tem como destino o Certificado de Operações Estruturadas (COE).
 
Os ativos de crédito privado, como debêntures, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) são a escolha de 2% do público masculino e 1% do feminino.
 
Na divisão por segmentos, as mulheres são maioria no Especial, com 55% contra 45% dos homens. Já entre os clientes Van Gogh e Select, eles predominam com 51% e 49% e 58% e 42%, respectivamente. A pesquisa leva em conta a base de clientes investidores do banco com mais de R$ 10 mil aplicados. 
Kauê Diniz – Assessoria de Imprensa Santander Nordeste/Norte/Espírito Santo

Decreto sobre antecipação do 13º para aposentados do INSS é publicado

 

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Medida beneficiará cerca de 30,5 milhões de segurados

 Diário Oficial da União (DOU) publicou hoje (18) decreto autorizando a antecipação do décimo terceiro salário para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O pagamento será feito em duas parcelas e cerca de 30,5 milhões de beneficiários do INSS receberão a antecipação.

De acordo com o decreto, a primeira corresponderá a 50% sobre o valor do benefício e será paga entre 25 de abril e 6 de maio, junto com as aposentadorias e pensões da competência do mesmo mês. A segunda parcela será paga de 25 de maio e 7 de junho, com valor correspondente entre a diferença dos 50% antecipados e o total do abono anual.
Publicidade

O segurado que passou a receber o benefício depois de janeiro terá o valor calculado proporcionalmente ao início do pagamento do benefício. Os segurados que recebem benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) também têm direito a uma parcela menor do décimo terceiro, calculada de acordo com a duração do benefício.
As famílias que recebem o Auxílio Brasil ou outro tipo de benefício assistencial, por lei, não têm direito ao décimo terceiro salário.
Este é o terceiro ano que o governo antecipa o pagamento do benefício. Tradicionalmente, os aposentados e pensionistas do INSS recebem o décimo terceiro nas competências de agosto e novembro.
Nos últimos dois anos, o pagamento a aposentados e pensionistas foi antecipado, por causa da pandemia de covid-19. Em 2020, o dinheiro foi pago em abril e maio. No ano passado, foi pago em maio e junho.
Este ano, segundo a equipe econômica, a medida injetará R$ 56,7 bilhões na economia. A antecipação não tem impacto no Orçamento de 2022 porque é efetuada apenas na data do pagamento do benefício, sem acrescentar custo adicional.
Edição: Valéria Aguiar para Agência Brasil

Caixa vai emprestar até R$ 1.000 para quem está com o nome sujo.

 

A Caixa Econômica Federal lançou, nesta quinta-feira (17), um programa para oferecer microcrédito de até R$ 1.000 para pessoas físicas. Terão acesso aos empréstimos inclusive quem está com o nome sujo (negativados) em instituições de análise de crédito, como Serasa e SPC Brasil.

“É a primeira vez que a Caixa empresta para negativados”, afirmou Pedro Guimarães, presidente da Caixa, em evento na tarde de quinta. Também foram anunciadas medidas como o saque de até R$ 1.000 do FGTS e a antecipação do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), dentro de um pacote do governo para estimular a economia.


Publicidade

O crédito será disponibilizado a partir de 28 de março. A iniciativa faz parte do programa SIM Digital (Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores). O programa prevê crédito para pessoas físicas e jurídicas que exerçam atividade produtiva com renda ou receita bruta anual de até R$ 360 mil.

De acordo com Guimarães, o crédito para as pessoas físicas, de até R$ 1.000, terá prazo de pagamento de até 24 meses, com juros de 1,95% ao mês.

Também será disponibilizado crédito para MEIs (Microempreendedores Individuais). Neste caso, o valor é maior, de até R$ 3.000, com prazo de até 24 meses e juros de 1,99% ao mês.

As operações de microcrédito poderão ser feitas pelo aplicativo Caixa Tem, da Caixa. 

Em nota, o Ministério do Trabalho e Emprego afirmou que o objetivo é fazer o crédito chegar “aos empreendedores individuais, impulsionando a geração de trabalho e renda”.
O governo chama de “empreendedores individuais” tanto quem tem MEI quanto quem é pessoa física.
Para ambas as linhas, os recursos poderão ser utilizados para o aumento do capital de giro, aquisição de insumos e investimentos em equipamentos e utensílios que favoreçam o aumento da produção, informou a Caixa.


Santander participa de Feira da Mulher Empreendedora em Cajazeiras (PB)

 

O Santander Brasil participa da Feira da Mulher Empreendedora, que será realizada nos dias 18 e 19 de março em Cajazeiras (PB). O evento, promovido pela Prefeitura local, acontece na Quadra do Leblon, das 17h às 22h. O Banco marca presença com espaço dedicado ao seu programa de microcrédito, o Santander Prospera Microfinanças, voltado a micro e pequenos empresários.

 O projeto, que conta com mais de 700 mil clientes ativos em todo o País, foi desenhado no modelo de aval solidário, em que tomadores de recursos são reunidos em pequenos grupos que se tornam responsáveis pela adimplência de cada um. Entre os maiores tomadores de crédito estão os setores de serviços, confecção e alimentação.


Publicidade

No município, 80% dos clientes são do gênero feminino, e R$ 10,6 milhões já foram concedidos para empreendedores locais até março deste ano. Para o evento, o Banco estima o atendimento a 2.500 mulheres da região de Cajazeiras nos dois dias de evento.

 

Condições

O valor máximo de empréstimo concedido pelo Prospera é de R$ 60 mil com até 24 meses para pagar. A taxa é aplicada a partir de 3,39% ao mês. São elegíveis empreendedoras com negócio estabelecido há pelo menos 6 meses. Não há necessidade de vínculo prévio com o Banco neste período.


Kauê Diniz – Assessoria de Imprensa Santander Nordeste/Norte/Espírito Santo


Governo vai antecipar décimo terceiro de aposentados e pensionistas do INSS

 

© WERTHER SANTANA/ESTADÃO Posto do INSS; em geral, o pagamento do 13º é feito no segundo semestre , mas  o governo antecipou o benefício em 2020 e 2021 por causa dos efeitos da covid-19

BRASÍLIA – Com a arrecadação acima do esperado nos primeiros meses do ano, o governo vai antecipar o pagamento do décimo terceiro salário aos aposentados e pensionistas do INSS. A medida está sendo capitaneada pelo ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni.

Um decreto será assinado pelo presidente Jair Bolsonaro até o final da semana. A primeira parcela será paga em abril e a segunda em maio, segundo apurou o Estadão.


Publicidade

 Em geral, o pagamento do 13º é feito no segundo semestre do ano, mas em 2020 e 2021 o governo antecipou o benefício por causa dos efeitos da covid-19.

É mais uma medida que o governo faz para injetar recursos na economia antes das eleições. A antecipação do 13º para os segurados do INSS deve injetar R$ 56 bilhões na economia (R$ 28 bilhões em abril e R$ 28 bilhões em maio).

O governo também prepara uma nova rodada de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A expectativa é de que seja liberado o saque de até R$ 1 mil para cada trabalhador. Nas estimativas do governo, a ação pode alcançar 40 milhões de trabalhadores e injetar até R$ 30 bilhões na economia em 2022. Ao todo, serão R$ 86 bilhões de injeção com as duas medidas.

Segundo uma fonte da equipe econômica, o pacote está sendo pensado este ano porque há uma pressão inflacionária com a guerra da Ucrânia e essas medidas são uma forma de compensar a piora do ambiente econômico.


Matéria de Adriana Fernandes e Antonio Temóteo para o Estadão