Entretenimento

” Perdeu, Mané, não amola!”

Por: Marcos Nogueira

Uma frase dita pelo supremo ministro, da Suprema Corte dos Deuses dos Corruptos, Roberto Barroso, quando se dirigia para seu luxuoso hotel, em Nova Iorque. Disse, respondendo a um legítimo cidadão brasileiro, que apenas lhe indagava a respeito das urnas. “Perdeu, Mané, não amola!”.


Mas não foi bem assim: a frase de escárnio, deboche, cruzou o Atlântico, percorreu caminhos, chegando, de cidade em cidade, a todos rincões pátrios e de brasileiros varonis. “…ou ficar a Pátria livre, ou morrer pelo Brasil!”


E o verde e amarelo, de repente, voltou a tingir o solo da terra-mãe…cores que poderão ter coloração rubra ou vermelha, se preciso for e preciso será!


O que não podemos ( sem condicional) é assistir inertes o dantesco quadro que estamos a vislumbrar, vendo os STF e TSE a darem cobertura a uma quadrilha de famigerados e desalmados filhos de abutres, que por sede de poder tentam fazer da Nação de Caxias mais uma colônia das esquerdas, que se exemplificam nos países da nossa América Latina em ruína, somando- se a outros países de igual nível de sarjeta.


Os quartéis estão esperando apenas mais nada. Isso porque a verdade está bem nítida, transparente, não faltando, inclusive, homens e mulheres de brio, que agora, mais do que nunca, preferem o sacrifício da vida, a serem mortos- vivos nas mãos desses Fidel e Guevara, Chaves e Maduro, Ortega e FARCs. Tudo à escolha do carrasco. Vivos ou fantasmas que ainda atormentam!
Por isso não perdemos, embora sejamos Manés. Igualmente Josés e Marias. Mas todos brasileiros e filhos que amam seu rincão e que não o deixarão ser governado por bandidos de toga, colarinho branco ou com roupas listrados, vestimenta dos presídios onde se encontram os Marcolas e outros marginais, amigos do condenado Lula, que pôde ser candidato e sair da prisão, graças à artimanha de um ministro que até bem pouco se fazia nos palanques do PT, tentando e conseguindo ser um dos lacaios ou serviçais das esquerdas orientadas pelo senhor Luiz Inácio da Silva, o Nove Dedos, o motivo ou a razão do novo grito.
Daqui a pouco diremos a Barroso: “Perdeu, safado, agora te espera a cadeia!”


Não o chamaremos de Mané, porque esse nome tem valor, na soma de outros tantos que tanto querem bem à sua pátria, e que apenas tentam ver a justiça triunfar nas mãos dos bons e justos!


Espera um pouco, Barroso. Enquanto isso, quem sabe, poderás regressar a Cuba, à alcova que Zé Dirceu tanto fala e que, acredito, tem vídeos dos atos impróprios a menores de 21 anos!

Leia Também: https://mnegreiros.com/a-boca-livre-dos-ministros-do-stf-em-ny/

Marcos Nogueira é jornalista e atuou em redações de diversos veículos de comunicação do Estado, foi acadêmico de medicina, deixando o curso em seu último período.

Confira o ranking das 10 novelas mais comentadas no Twitter no 1º semestre de 2022


Pantanal” é a novela mais comentada no Twitter, segundo o relatório da plataforma divulgado nesta terça-feira (26/07/2022). 

Veja ainda: Confira a audiência de estreia da novela “Poliana Moça”

Sendo um grande sucesso, a trama lidera o ranking, com quase 2 milhões de tweets. Em segundo lugar, vem “Quanto Mais Vida, Melhor!“, que acabou no dia 27 de maio, e em terceiro, vem “Além da Ilusão“, de acordo com dados referentes ao 1º semestre deste ano.

Veja mais: Cenas reais na novela “Pantanal” impressionam telespectadores; assista

Do top 10 das novelas mais comentadas no Twitter, 9 são da TV Globo. Das três principais novelas que estão no ar no horário nobre (“Pantanal“, “Todas as Garotas em Mim” e “Poliana Moça“) apenas o SBT conseguiu um pódio no ranking.

As reprises de novelas do canal carioca também deram muito o que falar na plataforma. “O Clone” conseguiu ficar no Top 5. Além disso, “O Cravo e a Rosa“, “Ti-Ti-Ti” e “A Favorita” também aparecem na lista entre janeiro e junho.

Veja também: “Todas as Garotas em Mim” estreia em terceiro lugar, mas bomba na web: “Tá longe de ser ótima”

Veja o TOP 10 das novelas mais twittadas no Brasil no primeiro semestre em 2022:

1- “Pantanal” – TV Globo

2- “Quanto Mais Vida, Melhor!” – TV Globo

3- “Além da Ilusão” – TV Globo

4- “Um Lugar ao Sol” – TV Globo

5- “O Clone” – TV Globo

6- “Poliana Moça” – SBT

7- “O Cravo e a Rosa” – TV Globo

8- “Nos Tempos do Imperador” – TV Globo

9- “Ti-Ti-Ti” – TV Globo

10- “A Favorita” – TV Globo

A plataforma ainda revelou em suas pesquisas que 76% das pessoas que usam o Twitter o fazem enquanto veem televisão. 



Source link

A cantora Roberta Miranda “quebra” a internet com o famoso #tbt


Roberta Miranda quebra a internet ao revelar que a famosa pinta no rosto é tatuagem

 A manhã da última quinta-feira (05/05) começou agitada no mundo dos famosos, tudo isso porque a cantora sertaneja Roberta Miranda fez um post na madrugada para celebrar o famoso #tbt (throwback thursday).

Na publicação, a artista revela que a famosa pinta acima da boca é uma tatuagem, e para relembrar o momento, a cantora mostrou o vídeo do dia do procedimento. “E assim nasceu a maior tatuagem”, se diverte a Rainha da música sertaneja – como é chamada pelos fãs.

O post pegou o público de surpresa e rapidamente se tornou um dos assuntos mais comentados na internet, pois muitos acreditavam que a pinta era verdadeira. “Fiz essa tattoo em 2018 para marcar o meu melhor lado para fotografar. Eu sempre tinha que falar que o lado direito era melhor para os clicks, agora é mais simples, é só falar que o lado da pinta é o mais charmoso”, confessa Roberta.

E a história da famosa pinta não para por aí, o escritório da artista afirma que está preparando os trâmites legais para que a mesma entre no Guinness Book (livro dos recordes) como a menor tatuagem do mundo.

 

Baby do Brasil, Angela Ro Ro, Paula Lima, Esto Es Tango concorrem ao prêmio “Melhores #CulturaEmCasa” 

Foto: facebook da artista

Prêmio criado pela #CulturaEmCasa destaca artistas e obras ligadas às apresentações virtuais pela plataforma

Para incentivar a produção cultural online ou híbrida, mesmo após o retorno dos eventos presenciais, a plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaEmCasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerida pela Amigos da Arte, promove a partir deste ano a premiação “Melhores #CulturaEmCasa”. Serão selecionados trabalhos em oito categorias – Teatro, Cinema, Música, Dança, Novidades, JuntosPelaCultura, Originais e Parcerias – com voto de júri interno e júri popular. Cada categoria terá cinco indicados, entre os quais três serão premiados.

Baby do Brasil, Angela Ro Ro e Paula Lima são algumas das artistas que se apresentaram em shows virtuais e que concorrem ao prêmio inédito. A premiação será apresentada em um grande show ao vivo, no fim de 2022 (ainda sem data definida), no Teatro Sérgio Cardoso, região central de São Paulo. “A ideia é incentivar a produção cultural e prestigiar artistas e conteúdos, tão fundamentais para nossa história na plataforma”, afirma Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte.

A votação já está aberta e pode ser acessada pela plataforma www.culturaemcasa.com.br.

 

 

Nicola Coughlan usa Swarovski no Met Gala 2022

Foto: Getty Imagens

A atriz irlandesa Nicola Coughlan usava uma variedade de cristais Swarovski no MET Gala 2022 que celebrava “Na América: Uma Antologia da Moda” com o tema de “Glamour Dourado” em Nova York, NY, no dia 02 de Maio de 2022. Nicola  mais conhecida por seus papéis como Clare Devlin em Derry Girls, uma sitcom do Channel 4 e como Penelope Featherington em Bridgerton, um drama de época da Netfli

 

Ecad faz levantamento de músicas mais tocadas no Brasil com palavra “mãe” em português e inglês

Levantamento mostrou que a marchinha “Mamãe eu quero” ficou na liderança em português . Já em inglês, a primeira colocada foi o rock “Tie your mother down”Neste domingo, dia 08, o Dia das Mães terá um sabor especial. Com o arrefecimento da pandemia e a vacinação de grande parte da população, as famílias poderão voltar a se reunir para festejar o dia delas. O Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) aproveitou a data e fez um levantamento com as informações de seu banco de dados, um dos maiores da América Latina. Desta vez, o estudo da instituição levou em consideração músicas em português que levam as palavras ‘Mãe’, ”Mãezinha”, ”Mamãe” e’ ‘Mamãezinha”, em seus títulos e, em inglês, a palavra “Mother”.

Entre as quase 15 milhões de obras musicais cadastradas no banco de dados do Ecad, 8.975 delas contam com as palavras ‘Mãe”, “Mãezinha”, “Mamãe” e “Mamãezinha” em seus títulos; enquanto 8.387 levam a palavra “Mother”. Com esses dados, o Ecad produziu dois rankings que apontaram as músicas mais tocadas nos últimos cinco anos no Brasil, nos principais segmentos de execução pública, que levam essas palavras em seus títulos.

“Mamãe eu quero”, marchinha de autoria de Jararaca e Vicente Paiva, foi o destaque e ficou na liderança do ranking das músicas em português. No top 3, também ficaram “Sua mãe vai me amar”, dos autores Vinicius O Poeta, Shylton, Gabriel do Cavaco e Daniel Caon, e “Sua mãe tá nessa”, de Lari Ferreira e Felipe Kef.

Em inglês, “Tie your mother down”, dos britânicos do Queen, composta pelo seu guitarrista Brian May, ficou na primeira colocação, seguida por “Mother”, da banda Pink Floyd, e “Mother’s daughter”, de autoria de Andrew Wyatt, Miley Cyrus e Alma.

Músicas com as palavras ‘Mãe”, “Mãezinha”, “Mamãe” e “Mamãezinha” nos títulos mais tocadas nos últimos cinco anos no Brasil nos principais segmentos de execução pública (Rádio, Sonorização Ambiental, Música ao vivo, Casas de Festas e Diversão, Carnaval, Festa Junina e Shows)

1 – Mamãe eu quero – Jararaca/Vicente Paiva

2 – Sua mãe vai me amar – Vinicius O Poeta/Shylton/Gabriel Do Cavaco/Daniel Caon

3 – Sua mãe tá nessa – Lari Ferreira/Felipe Kef

4 – Casa da mãe Joana – Elcio Di Carvalho/Elcio Di Carvalho/Thales Lessa/Victor Hugo

5 – Mãe iê – Celso Castro/Osvaldo Nunes

6 – Mãe – Rick

7 – Retrato de mãe – Jack/Julio Guidini

8 – Mãe tô na balada – Thyy

9 – Viva a mãe de Deus e nossa – Joanna/Domínio Público (Autor Desconhecido)

10 – Mamãe passou pimenta – Renato Moreno/Paula Mattos

Músicas com a palavra “Mother no título mais tocadas nos últimos cinco anos no Brasil nos principais segmentos de execução pública (Rádio, Sonorização Ambiental, Música ao vivo, Casas de Festas e Diversão, Carnaval, Festa Junina e Shows)

1 – Tie your mother down – Brian May

2 – Mother – Roger Waters

3 – Mother’s daughter – Andrew Wyatt/Miley Cyrus/Alma

4 – Does your mother know – Benny Andersson/Bjorn Ulvaeus

5 – Mother – John Lennon

6 – Mother nature’s son – John Lennon/Paul McCartney

7 – Mother – Lu Balz/Ryan Tedder/Andrew Watt/Charlie Puth/Billy Walsh

8 – The mother we share – Iain Cook/Lauren Mayberry/Martin Doherty

9 – Mother and father – Joel Little/Caleb Allan Joseph Nott/Georgia Josiena Nott

10 – Mother tongue – Matt Kean/Lee Malia/Oli Sykes/Mat Nicholls/Jordon Fish

 

*** Textos e fotos em parceria com as respectivas Assessorias

 





Source link

Pink Floyd, Beatles, Elvis: qual é o disco de vinil mais popular do mundo?

Em meio à escalada do vinil, uma pergunta paira sobre curiosos: qual seria o disco mais popular do mundo? Responder a essa pergunta aparentemente pueril, que tradicionalmente aponta para “Thriller”, de Michael Jackson —atestadamente o mais vendido do planeta—, ficou mais fácil.

O serviço de comparação financeira money.co.uk publicou uma lista interessante a partir do site Discogs, maior banco de dados e plataforma de vendas de discos do planeta. Foram considerados 1,3 milhão de álbuns para chegar a um veredicto convincente.

E a medalha de ouro da popularidade vai para…

Imagem: Reprodução

“Wish You Were Here” (1975), nono trabalho de estúdio do Pink Floyd, famoso por sua capa fumegante, sua canção-título e pela retumbante “Shine On You Crazy Diamond”, homenagem ao ex-líder Syd Barrett (1946-2006), que na época já não fazia mais parte do grupo. Um resultado um tanto surpreendente para fãs versados em “Dark Side of the Moon”.

Publicidade

Como esse ranking foi feito?

A metodologia considera discos cadastrados por usuários no site e aqueles incluídos nas “wantlists” do Discogs, as listas de álbuns que as pessoas ainda não possuem, mas gostariam. A média é expressa por uma nota que vai de 0 a 10.

Veja abaixo

1. Pink Floyd – Wish You Were Here (LP) 9.06
2. Daft Punk – Random Access Memories (2xLP, 180) 8.63
3. Pink Floyd – The Wall (2xLP, San) 8.53
4. Pink Floyd – The Dark Side Of The Moon (LP, RE, RM, 180) 8.35
5. Michael Jackson – Thriller (LP, Pit) 8.28
6. The Beatles – Abbey Road (LP) 8.23
6. The Beatles – Let It Be (LP, Win) 8.23
8. David Bowie – The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars (LP, RE, RM, RP, 180) 8.17
9 The Beatles – Magical Mystery Tour (LP, Los) 8.05
10. Nirvana – Nevermind (LP, RE, 180) 7.93
11. Queen – A Night At The Opera (LP, Emb) 7.89
12. Kendrick Lamar – Good Kid, M.A.A.d City (2xLP, Dlx) 7.79
13. Pink Floyd – The Dark Side Of The Moon (LP, Gat) 7.74
14. Pink Floyd – Wish You Were Here (LP, RE, RM, 180) 7.47
15. Radiohead – In Rainbows (LP, 180) 7.46

Um rápido glossário para você entender melhor as siglas do Discogs

LP: Long play, o famoso disco de 12 polegadas que você tem em casa
2xLP: Disco duplo
RE: Repress, uma “reprensagem” do disco, não a original
RM: Remaster, uma versão remasterizada
180: Edição de 180 gramas
Gat: Gatefold, tipo de capa que você pode abrir como um álbum ou livro
Dlx: Edição deluxe, geralmente com encarte e outros mimos
Emb: Embossed Gatefold, ou embalagem com relevo
Pit: Pitman Pressing, indicação da famosa fábrica Pressing Plant, usada pela Columbia em Pitman (New Jersey), que prensou o disco
Los: Los Angeles Pressing, fábrica em Los Angeles utilizada pela Capital Records
Win: Winchester Pressing, outra fábrica, em Winchester (Virgínia)

Cinco apontamentos importantes sobre o top 15 acima

  • Ele foi elencado usando edições de discos considerados populares, não do disco –obra– em si. Ou seja, trata-se de um ranking de edições mais populares.
  • Colecionadores da plataforma tendem a procurar álbuns históricos do pop/rock. Pink Floyd e Beatles reinam, com David Bowie e Queen também ganhando espaço. Isso atesta, entre outras coisas, que o vinil é uma cultura que proconiza a memória e o significado simbólico/artístico de um trabalho.
  • A popularidade de títulos mais recentes, como “Random Access Memories” (2013) do Daft Punk e “Good Kid, M.A.A.d City” (2012) do rapper Kendrick Lamar, com suas edições duplas, munidas de livretos e artes lindas, indicam que, além da música, o capricho gráfico também conta muitos pontos no colecionismo, especialmente para a nova geração.
  • Os mais recentes “Random Access Memories” (2013), do Daft Punk, “Good Kid, M.A.A.d City” (2012), do rapper Kendrick Lamar, com suas edições duplas munidas de livretos e artes lindas, indicam que, além da música, o capricho gráfico também conta no colecionismo, especialmente para a nova geração.
  • O álbum mais incensado dos Beatles na lista é “Abbey Road”, vinil mais comercializado na última década, justamente quando os LPs voltaram a ser objetos de desejo.

Imagem: Reprodução Internet

E os músicos mais populares do Discogs?

O estudo da money.co.uk ainda estratifica um ranking de artistas, com os mais possuídos da plataforma. E, outra vez, clássicos dominam, agora com Beatles na dianteira mais de meio milhão de discos catalogados à frente do segundo colocado, o Pink Floyd.

A não ser pelo terceiro posto de David Bowie e o oitavo dos Smiths, que não costumam figurar em listas de mais vendidos da história, nenhuma grande surpresa aqui. Todos são nomes extremamente cultuados.

1. The Beatles – 3.369.578 (cópias registradas)
2. Pink Floyd – 2.815.586
3. David Bowie – 2.178.928
4. Led Zeppelin – 1.879.600
5. Queen – 1.311.065
6. The Rolling Stones – 1.097.877
7. Nirvana – 1.075.811
8. The Smiths – 998.687
9. AC/DC – 957.002
10. Elvis Presley – 934.547

Mais alguns centavos do colunista

Apesar de os números acima não fornecerem uma visão abrangente sobre vendas, ele é um ótimo indicador do atual estado do mercado de discos (novos e usados), sinalizando para onde aponta a bússola de colecionadores.

E é importante entender esses números sob a perspectiva do consumo crescente. Mesmo ainda longe de rivalizar com o streaming —provavelmente nunca o fará—, a mídia física dá mostras de que já consolidou seu retorno e já parece sair da prateleira de “nicho”. Uma feliz notícia para nós, colecionadores.

Dois dados que atestam essa conclusão: segundo a Statista, as vendas de álbuns de vinil nos EUA, maiores compradores do mundo, cresceram pelo 16º ano consecutivo. O crescimento foi de 50% em 2021, superando vendas de álbuns digitais e CDs.

Imagem: Mayra Azzi/UOL.

Até que ponto esta volta pode chegar e como ele se comportará à medida que a geração já nascida em ambiente ultradigital passe a protagonizar as tendências, algo que já vem ocorrendo? Estaremos aqui para ver e analisar.

Reportagem de

Leonardo Rodrigues

Colunista do UOL

Polícia revela causa da morte de Taylor Hawkins, do Foo Fighters

Segundo autoridades policiais colombianas, o baterista sofreu uma overdose

A polícia colombiana revelou a causa da morte de Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters. De acordo com a Fiscalía General de la Nación, ele morreu devido a uma overdose.

Publicidade

“No exame toxicológico de urina realizado em Taylor Hawkins foram encontrados preliminarmente 10 substâncias, entre elas: THC (maconha), antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opióides“, afirmaram.

Matéria de Rebeca Oliveira

Baterista do Foo Fighters, Taylor Hawkins, morre aos 50 anos

Músico foi encontrado sem vida em um hotel em Bogotá, na Colômbia. Polícia investiga causa da morte. Banda tocaria neste domingo no festival Lollapalooza Brasil.Taylor Hawkins tocaria nesta sexta em um festival em Bogotá, antes de seguir para o Brasil© Rich Fury/Getty Images Taylor Hawkins tocaria nesta sexta em um festival em Bogotá, antes de seguir para o Brasil

O músico Taylor Hawkins, de 50 anos, baterista da banda Foo Fighters, que tocaria no festival Lollapalooza Brasil neste domingo, foi encontrado morto em Bogotá, na Colômbia.

A informação foi divulgada na madrugada deste sábado (26/03) pela própria banda nas redes sociais.

Segundo o site da revista colombiana Semana, as autoridades locais confirmaram da noite nesta sexta-feira que o músico foi encontrado sem vida em um hotel da capital colombiana. A polícia investiga a morte e já isolou o hotel.

O grupo tinha um show agendado na cidade para a noite desta sexta-feira, dentro do festival Estéreo Pìcnic. O evento anunciou que a banda cancelou sua turnê sul-americana.

“A família Foo Fighters está devastada pela perda trágica e prematura de nosso amado Taylor Hawkins”, diz comunicado divulgado pela banda.

“Seu espírito musical e sua risada contagiante viverão com todos nós para sempre. Nossos corações estão com sua mulher, filhos e família. Pedimos que sua privacidade seja tratada com o maior respeito neste momento inimaginavelmente difícil”, acrescenta a nota.

Hawkins passou a integrar o Foo Fighters em 1997, após a gravação do segundo álbum da banda, The Colour and the Shape, e depois de um atrito entre o vocalista Dave Grohl e o então baterista do grupo, William Goldsmith.

Anos depois, ele formou a banda Taylor Hawkins and the Coattail Riders, em que também cantava, além de tocar bateria.

md (AFP, AP, ots)

Globo é multada em R$ 10 milhões por propaganda enganosa

 

O TJ-SP confirmou uma multa de R$ 9.990.546,49 milhões contra o Grupo Globo por propaganda enganosa envolvendo anúncios de jogos do Campeonato Brasileiro de 2019. A emissora foi multada pelo Procon/SP, e tentou reverter a penalidade na Justiça. Teve o pedido negado em 1ª e 2ª instâncias.

Segundo o Procon, a Globo veiculou publicidade dos seus canais Premiere e Premiere Play sobre a transmissão de todos os jogos das séries A e B da competição. O anúncio foi feito antes que fechasse acordo de direitos de imagem com Palmeiras e Athletico-PR.


Publicidade

Os jogos da equipe paulista foram transmitidos a partir da 6ª rodada do campeonato, enquanto os do clube paranaense não foram transmitidos.

O acórdão da 9ª Câmara de Direito Público do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) foi publicado em 16 de março. Para o relator, desembargador Oswaldo Luiz Palu, a prática da emissora analisada no processo “malferiu o direito pertencente ao consumidor de obter informação prévia, clara e adequada sobre o serviço e a alteração que diminuiu a quantidade de jogos a serem transmitidos”. Leia a íntegra da decisão (665 KB).

Segundo o magistrado, os fatos narrados no processo “não deixam dúvidas” sobre a configuração de veiculação de publicidade enganosa, “com conteúdo parcialmente falso, capaz de induzir em erro o consumidor sobre as características e dados outros sobre o serviço ofertado”.

“O mal agir da apelante culminou, também, na subsunção na segunda prática proibida, a do dever de informação, transparência nas relações de consumo e boa-fé contratual, eis que veiculou oferta incorreta e imprecisa do serviço”, escreveu.

“Ora, torcedor/consumidor acreditava na oferta que lhe era mostrada, produto da confiança depositada naquela que alega ostentar o título de maior grupo televisivo brasileiro”, afirmou Palu.

O desembargador disse que os torcedores possuíam “justa expectativa” de que ao assinar o serviço, teria acesso a todos os jogos do campeonato. “Até mesmo à semelhança dos anos anteriores, em que a apelante fora detentora dos direitos de imagem de todos os times e pode transmitir todos os jogos do campeonato”.

“Melhor configuração de indução do consumidor em erro não há”, declarou.

A Globo argumentou no processo que o Procon não demonstrou as práticas abusivas cometidas, além de negar as infrações ao Código de Defesa do Consumidor. Também disse que as negociações com Palmeiras e Athletico se estenderam por meses, mesmo depois do começo da competição, e que nunca omitiu o status das negociações. A emissora ainda questionou o valor da multa.

O Poder360 pediu um posicionamento à Globo sobre o caso. Até a publicação desta reportagem, não houve resposta.


Reportagem de Lucas Mendes para Poder 360

Prefeito confirma datas do Maior São João do Mundo 2022

 

O prefeito Bruno Cunha Lima realizou uma vistoria no Parque do Povo na manhã desta segunda-feira (21). A visita marca a data – simbólica – da entrega do espaço à empresa que vai realizar ‘O Maior São João do Mundo 2022’.

Em conversa com a imprensa, o gestor confirmou que serão 31 dias de festa, com a abertura acontecendo no dia 10 de junho e o encerramento no dia 10 de julho. “Havia a expectativa de realizarmos 60 dias de festa, mas englobando algumas atividades que já acontecem no mês de julho em Campina, como por exemplo o Festival de Inverno. Mas, o São João tradicional, como a gente conhece, será durante o período delimitado por essas datas”, disse o prefeito.


Publicidade

O pre-candidato a deputado federal, Vieirinha que se encontrava na cidade, oriundo das visitas feitas no final de semana a amigos nas regiões do Cariri e Brejo, cumprimentou o prefeito que é aliado do pre candidato ao governo do estado, Pedro Cunha Lima.

Eles trocaram cumprimentos e Vieirinha, afirmou que irá prestigiar as festas juninas nas mais diversas cidades do estado.

Sobre a festa, mais uma vez será promovida pela empresa Medow Entertainment, que teve a parceria com a Prefeitura Municipal renovado na última semana. 

Veja o vídeo com o prefeito:

Da redação blogdonegreiros1.com com informações de paraibaonline.com.br

Roblox: o jogo infantil com um problema sexual que foi citado pelo jovem da tragédia familiar em Patos

 

Plataforma de game online enfrenta o problema dos ‘condos’, espaços gerados por usuários onde avatares podem fazer sexo virtual.

Aviso: esse texto contém texto e imagens com conteúdo sexual

Um homem nu, usando apenas uma coleira de cachorro e uma guia, é conduzido pelo chão por uma mulher que veste uma roupa de sadomasoquismo. Duas strippers dançam ao lado de um bar.

Um grupo se reúne em torno de um casal que faz sexo à vista de todos. As pessoas observam e de vez em quando fazem comentários.

Um homem veste um uniforme nazista.

Isso não está acontecendo no mundo real – ocorre em uma plataforma de games onde crianças são maioria.

O Roblox é um extenso mundo virtual para os gamers descrito muitas vezes como uma espécie de metaverso primitivo.
Publicidade

É um dos jogos infantis mais populares do mundo. Os números exatos são um pouco nebulosos, mas em 2020 a empresa Roblox disse ao site Bloomberg que dois terços de todas as crianças americanas com idades entre nove e 12 anos usam o jogo.

Em agosto de 2021, um relatório interno apontava que 48 milhões de jogadores acessavam Roblox diariamente.

Levantamento publicado em 2021 pela Pesquisa Game Brasil diz que 43,7% dos gamers brasileiros conhecem Roblox. Já o site PlayerCounter coloca o Brasil como o segundo em número de usuários na plataforma, atrás apenas dos Estados Unidos.

O Roblox permite que os usuários criem e joguem juntos. É uma forma de se conectar, em tempo real, com outras pessoas em um mundo digital.

A plataforma oferece as ferramentas para que os usuários desenvolvam seus jogos, o que é uma diferença marcante em relação a títulos tradicionais do mundo dos games. É um modelo de negócios extremamente bem-sucedido, mas também traz problemas.
Os ‘condos’ são espaços gerados por usuários, onde as pessoas podem falar sobre sexo – e onde seus avatares podem fazer sexo virtual — Foto: Reprodução

Os jogos sexuais do Roblox são comumente referidos na plataforma como “condos” [condomínios, em inglês]. São espaços, gerados por usuários, onde as pessoas podem falar sobre sexo – e onde seus avatares podem fazer sexo virtual. Nesses jogos, as regras de Roblox são jogadas pela janela.
A empresa admite o problema: “Sabemos que há um subconjunto extremamente pequeno de usuários que deliberadamente tentam quebrar as regras”, disse um porta-voz à BBC.
Os jogos nos “condos” geralmente ficam ao vivo por um curto período de tempo – geralmente menos de uma hora – antes de serem descobertos e retirados. A companhia diz que está constantemente tentando tirar esses jogos do ar – usando sistemas manuais e automatizados.
“Realizamos uma revisão de segurança de cada imagem, vídeo e arquivo de áudio carregados no Roblox, usando uma combinação de detecção humana e por máquina”, afirmou.
Mas alguns conteúdos explícitos escapam pela rede. É um jogo de “gato e rato”, disse Larry Magid, presidente da ConnectSafely, uma organização sem fins lucrativos que visa a conscientização sobre a segurança online das crianças.
“Há pessoas que estão fazendo de tudo para enganar o sistema”, disse.
Os “condos” não são jogos encontrados facilmente. É preciso uma procura ativa. Mas sua própria existência incomoda pessoas como Magid: “O Roblox é uma plataforma muito popular entre as crianças e permite crianças menores de 13 anos. Por isso há uma responsabilidade especial na proteção de seus usuários”.
A empresa admite o problema: “Sabemos que há um subconjunto extremamente pequeno de usuários que deliberadamente tentam quebrar as regras” — Foto: Reprodução

Particularmente preocupante é a potencial convivência de crianças e adultos nesses espaços. Uma parte do jogo tem uma ferramenta de trocas de mensagens onde os usuários podem conversar entre si – e com todos os outros jogadores participantes.
Muito do que é dito nos bate-papos dos “condos” não poderia aparecer em um site de notícias para adultos, muito menos em uma plataforma voltada para crianças.
A empresa Roblox disse à BBC que foram desenvolvidas ferramentas para controle dos pais com o objetivo de “restringir com quem as crianças interagem e quais experiências elas podem acessar”.
Mas isso pressupõe que os pais tenham um conhecimento razoável de tecnologia para definir essas configurações.
O porta-voz enfatizou que os “condos” geralmente são difíceis de serem localizados. Mas a BBC também encontrou linguagem sexual em jogos regulares e aceitos dentro da plataforma.
De acordo com Liraz Margalit, uma psicóloga digital que estuda o comportamento online, as pessoas se comportam de forma diferente no metaverso – basicamente o espírito do comportamento online. “Você tem o anonimato e tem o efeito de desinibição. Esta plataforma oferece a você um parque de diversões para fazer o que quiser”, diz ela.
Na semana passada, a empresa-mãe do Facebook, a Meta, introduziu um novo recurso, chamado de “limites pessoais”, no jogo de realidade virtual “Horizon Venues”.
A plataforma permite que as pessoas se encontrem em diferentes espaços – onde seus avatares podem assistir juntos a jogos, shows ou fazer aulas de ginástica.
As mudanças foram adotadas depois que uma mulher relatou ter sofrido uma agressão sexual virtual na plataforma.
A Roblox disse à BBC: “Temos tolerância zero para conteúdo ou comportamento sexual de qualquer tipo, e tomamos medidas rápidas contra qualquer um que esteja agindo em violação aos nossos padrões da comunidade”.
E alguns dias depois que a BBC apresentou suas descobertas à empresa, a Roblox publicou um post no blog resumindo o que está fazendo para proteger os jovens.
Empresas como Microsoft, Meta e Roblox estão atualmente na corrida para construir metaversos. Mas já há sinais de que têm dificuldade de policiar esses mundos virtuais.
Matéria de BBC com blogdonegreiros1.com


FRIDA, a cantora do ABBA que nasceu a partir de um experimento Nazista

 

Criada por sua avó, ela foi bem-sucedida no mundo da música, mas sempre quis saber o que aconteceu com seu pai

Anni-Frid Lyngstad, mais conhecida como Frida, cantora do grupo ABBA, nasceu na Noruega, em 15 de novembro de 1945, dois meses após o final da Segunda Guerra Mundial. 
Apesar do sucesso mundial que teve durante muitos anos de sua vida, a artista tem uma história triste. Isso porque seu passado remete ao programa nazista de reprodução conhecido como Lebensborn.
Publicidade

Lebensborn, a “fonte da vida”
Tudo começou quando Heinrich Himmler, chefe da Schutzstaffel (SS) criou a Associação Lebensborn (“Fonte da Vida”), uma “fábrica” de bebês utilizada para “purificar” a raça ariana e repovoar a Alemanha. Um dos motivos da criação do programa foi o problema demográfico que o país enfrentava desde o fim da Primeira Guerra Mundial. O conflito havia dizimado a população jovem masculina do país, comprometendo o crescimento populacional do país. 
Inicialmente, o projeto Lebensborn parecia modesto: criar uma série de abrigos para oferecer às esposas grávidas de oficiais da SS cuidados de pré-natal e pós-natal gratuitos. Aos poucos, o projeto foi se expandindo. Em 1935, Himmler promoveu uma campanha estimulando mães solteiras (que se encaixassem no perfil racial ariano) a dar à luz em lares Lebensborn.

Em 1939, os nazistas também começaram a se interessar por gerar crianças em territórios europeus invadidos por eles. Estima-se que entre 8 mil e 12 mil bebês tenham nascido em lares Lebensborn apenas na Noruega. Frida nasceu no povoado norueguês Bjørkåsen, fruto de um relacionamento entre sua mãe, Synni Lyngstad, e o sargento alemão Alfred Haase, que voltou para a Alemanha após o fim da Guerra
Com a derrota dos nazistas, as mulheres norueguesas que tiveram filhos com alemães passaram a ser vistas como traidoras. Psicólogos do governo norueguês da época rotularam essas mulheres de “limitadas, psicopatas e antissociais e com sérios atrasos mentais”. Seus filhos também foram estigmatizados pela sociedade.

Desfecho traumatizante
Depois de dois anos suportando a discriminação do povoado, Frida e sua mãe se mudaram para a Suécia para começar uma nova vida. No entanto, poucos meses depois de chegar em Estocolmo, Synni Lyngstad morreu de insuficiência renal. Foi assim que Frida ficou sob a tutela de sua avó Arntine, costureira, que incentivou a carreira artística da neta. 
Nos anos seguintes, a carreira musical de Frida deslanchou. Naquele momento, a cantora, que jamais tinha ouvido falar no programa de reprodução nazista Lebensborn, estava convencida de que seu pai tinha morrido em um naufrágio. Mas, em 1977, uma revista alemã para adolescentes publicou uma biografia completa com detalhes do passado de Frida, incluindo os nomes de sua mãe e seu pai. A reportagem foi lida pelo meio-irmão de Lyngstad, Peter Haase, que foi até seu pai e perguntou se ele estivera na Noruega durante a guerra.
Frida (à esquerda) e Agnetha Fältskog se apresentando com o ABBA

Foi assim que Frida descobriu que seu pai, Alfred Haase, havia se tornado confeiteiro, e que ela podia encontrá-lo. Ela ficou feliz em saber que veria seu pai pela primeira vez na vida. O encontro entre eles, no entanto, foi bastante frio, tudo não passou de uma encenação para a mídia que acabou levando-a a uma depressão profunda algum tempo depois.
Diversos noruegueses que nasceram durante o projeto Lebensborn foram parar em orfanatos e hospícios. Muitos deles sofreram todo tipo de abuso por serem filhos de nazistas. No inicio do século XXI, começou um movimento para que eles fosses indenizados pelo governo. Em 2018, a Noruega, por meio de sua primeira-ministra, Erna Solberg, se desculpou oficialmente pelo tratamento dispensado às mães e crianças do projeto. “As autoridades norueguesas violaram o princípio fundamental de que nenhum cidadão pode ser punido sem julgamento ou sentenciado sem lei”, disse ela.
Fontes La Nación, Deutsche Welle e New York Times
Imagens Domínio Público, via Wikimedia Commons