Uma operação deflagrada na manhã desta quarta-feira (6) pela Controladoria Geral da União (CGU) investiga possíveis desvios de recursos destinados à alimentação de famílias carentes na Paraíba. Segundo a CGU, são cumpridos dois mandados de prisão e nove de busca e apreensão. Ainda conforme as primeiras informações, um dos presos é um servidor público exonerado.

A operação ‘5764’ faz referência à lei que definiu a política nacional de cooperativismo. As investigações apuram irregularidades na compra de alimentos por contratos firmados entre cooperativas, governo da Paraíba e prefeituras municipais no Estado.

Segundo os investigadores, as contratações das dispensas de licitação investigadas totalizam o montante de R$ 754 mil, dos quais R$ 123 mil correspondem a danos ao erário já detectados. Os valores contratados com o poder público superam R$ 70 milhões.

Publicidade

Os contratos são relacionados a alimentos fornecidos para famílias em vulnerabilidade social, merenda escolar e alimentação de unidades hospitalares e de saúde.

Os nomes dos investigados não foram divulgados, mas a CGU informou que constatou o envolvimento de agentes públicos, privados, entidades privadas e terceiros, cujas identidades não eram documentadas, caracterizando uma estrutura corrupta de dimensão ainda não definida.

As investigações são feitas pelo Observatório da Gestão Pública, formado pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco-MPPB), Polícia Civil, Polícia Militar, Secretaria da Fazenda e Controladoria Geral do Estado, TCE e Controladoria Geral da União.

Com informações de paraibaonline.com.br

By Marcelo Negreiros

Jornalista militando na profissão desde 1985, trabalhando nas TVs Paraíba e Cabo Branco, afiliadas Rede Globo na Paraíba, durante 15 anos. Diplomado em 2001 pelas Faculdades Integradas de Patos.

Comente a matéria: