Outros três animais foram localizados com sinais de intoxicação na cidade

Flavia Alonso/CCZ/Prefeitura de São José do Rio PretoMacacos mortos em São José do Rio Preto
Macaco foi encontrado vivo com sinais de intoxicação em São José do Rio Preto

Cinco macacos foram encontrados mortos e outros três, com sinais de intoxicação, foram resgatados em São José do Rio Preto. A suspeita é que tenham sido atacados após registros de casos da varíola dos macacos em São Paulo. Os primeiros casos de intoxicação foram registrados, na quarta-feira, 3, na Mata dos Macacos, uma área rural do município. Na oportunidade, dois macacos-prego foram localizados desorientados e com sinais de agressão. Um terceiro macaco foi encontrado, no mesmo local e com os mesmos sinais, na quinta-feira, 4. Os animais foram socorridos ao Zoológico de São José do Rio Preto e estão estáveis. Em nota, a Prefeitura informou que um deles teve o fêmur fraturado e passou por cirurgia nesta quinta-feira,4. Agora, o animal passa por exames clínicos para avaliar a necessidade de uma nova intervenção cirúrgica. Já um quarto macaco da mesma espécie, desta vez um filhote, foi achado morto. Outros quatro saguis-de-tufos-pretos foram encontrados, entre quarta e quinta, com sintomas de intoxicação no Parque Ecológico Sul. Eles foram socorridos, mas não resistiram e morreram.

De acordo com a Prefeitura de São José do Rio Preto, na ocorrência da Mata dos Macacos foi encontrada uma armadilha para macacos, o que levantou a suspeita de que os ataques poderiam estar ligados à biopirataria – tráfico de animais. Outra suspeita, que a Prefeitura disse que “ganha mais força”, é que os ataques sejam relacionados aos casos de varíola dos macacos, ainda que esses animais não façam parte da cadeia de transmissão da doença.





Source link

Comente a matéria: