Roberto Maciel Santos foi morto na hora com tiros e um servidor ficou ferido; atirador ainda não foi encontrado

Reprodução/Prefeitura de Lajeado do BugreRoberto Maciel Santos e a primeira-dama Gilvane Bechmam Santos Roberto Maciel posa ao lado da esposa Gilvane Bechmam Santos

Na manhã desta quinta-feira, 24, um homem invadiu a prefeitura de Lajeado do Bugre, cidade do Rio Grande do Sul a 380 quilômetros de Porto Alegre, e disparou contra o prefeito Roberto Maciel Santos (PP). O político estava em seu gabinete acompanhado de um servidor e morreu na hora, sentado em sua escrivania. Segundo informações da Brigada Militar, o suspeito entrou no local por volta às 11h e atirou contra Roberto diversas vezes com um pistola. O servidor presente foi atingido nas costas e encaminhado para um hospital nas proximidades para cirurgia.

De acordo com testemunhas, o atirador ainda procurou por outra pessoa antes de deixar o local em um carro. Ele ainda não foi identificado, nem encontrado. Atualmente, a Prefeitura de Lajeado do Bugre passa por reformas e o incidente ocorreu no prédio que abriga provisoriamente os servidores. O prefeito, conhecido como Beto, tinha 45 anos e deixa esposa e dois filhos. Ele cumpria seu segundo mandato na prefeitura. O prefeito da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, publicou uma nota de pesar com a morte de Roberto. “Recebo com muita tristeza essa notícia. Espero que, na fé, encontrem consolo e resignação neste momento de tristeza e pesar”, afirmou.

Source link

Comente a matéria: