Empresário realizou uma enquete aos usuários para votação pública e mais de três milhões de participantes optaram pela anistia; bilionário comprou a rede social por US$ 44 bilhões

Britta Pedersen/AFP – 01/12/202Elon Musk, posa e faz careta ao chegar no tapete vermelho para a cerimônia do Axel Springer Awards Proprietário da SpaceX e CEO da Tesla, Elon Musk, posa ao chegar no tapete vermelho para a cerimônia do Axel Springer Awards, em Berlim

O bilionário e proprietário do Twitter, Elon Musk, publicou uma enquete nas redes sociais na última quarta-feira, 24, perguntando aos usuários se as contas suspensas deveriam ser perdoadas. A maioria votou em ‘sim’ – cerca de 72% dos votantes, ou 3,16 milhões de pessoas – e o empresário decretou nesta quinta-feira: “As pessoas falaram.

A anistia começa na próxima semana”. Com isso, os perfis que sofreram penalidades pela rede social voltarão a estar disponíveis brevemente desde que não tenham infringido a lei ou enviado um spam ultrajante. Uma das contas que foram banidas foi a do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O mandatário teve a sua conta excluída em decorrência do ataque ao Capitólio, em Washington, em janeiro de 2021. Após adquirir o Twitter numa polêmica negociação de US$ 44 bilhões, marcas como Volkswagen e General Motors passaram a suspender os gastos com publicidade em ‘boicote’ ao bilionário não ter cumprido uma promessa de consultar o conselho da empresa em decisões importantes.

Source link

Comente a matéria: