Prefeito Eric Adams quer que NY continue sua vocação de ‘cidade refúgio’ enquanto outros estados restringem o acesso ao aborto

Pixabay/ Myriams-Fotospílulas; remédios
Pílulas serão entregues em Nova York de forma gratuita para quem quiser

Nova York começará a oferecer pílulas abortivas gratuitas a partir desta quarta-feira, 18, inicialmente em uma clínica de saúde sexual no Bronx e depois em três outros centros semelhantes administrados pela cidade, segundo anunciou nesta terça-feira, 17, o prefeito Eric Adams. Desta forma, Nova York ratifica sua vocação de “cidade refúgio” em um momento em que vários estados do país estão restringindo o direito à interrupção gratuita da gravidez, obrigando assim muitas mulheres a deslocarem-se para locais mais tolerantes para fazerem um aborto. “Nova York sempre foi um farol de liderança nesta nação e continuaremos a ser”, disse o prefeito em um pronunciamento dedicado a anunciar melhorias na saúde sexual das mulheres. As quatro clínicas que vão aderir a esta iniciativa de pílulas gratuitas em 2023 têm capacidade para emitir até 10 mil comprimidos por ano, segundo fontes municipais citadas pelo portal “Gothamist”. Essas clínicas têm a particularidade de, ao contrário dos hospitais, não exigirem convênio médico das pacientes, o que facilita muito o acesso de mulheres de baixa renda que não possuem um convênio.

*Com informações da EFE





Source link

Comente a matéria: