Irmã André vivia em uma casa de repouso na cidade de Toulon, no sudeste da França; ela tomava uma taça de vinho por dia e acreditava que esse era o segredo de sua longividade

NICOLAS TUCAT / AFPFreira francesa Lucile Randon é a pessoa mais celha do mundo, com 118 anos
Freira francesa Lucile Randon é a pessoa mais celha do mundo, com 118 anos

Irmã André, a pessoa mais velha do mundo, morreu nesta terça-feira, 17, aos 118 anos. “Morreu às 2h da manhã”, informou o funcionário ao reportar a morte de Lucile Randon, conhecida como sor André. Nascida em 11 de fevereiro de 1904 na cidade francesa de Alès, ela assumiu o posto em abril de 2022 quando a japonesa Kane Tanaka morreu aos 119 anos e 107 dias de vida. A religiosa vivia em uma casa de repouso na cidade de Toulon, no sudeste da França. Ela era praticamente surda e usava cadeiras de rodas, porém, se mantinha a mente ativa. “Eles me acordam às 7 da manhã, me dão meu café da manhã e me colocam na minha mesa, onde fico ocupada com pequenas coisas”, relatou a freira ao Guinness World Records no ano passado. Irmã André gostava de tomar uma taça de vinho por dia e acredita que esse era o segredo de sua longevidade. “Sua taça de vinho a mantém e talvez isso seja seu segredo de longevidade. Eu não sei, eu não encorajo as pessoas a beberem uma taça de vinho todos os dias” disse um funcionário. O assessor da freira, David Tavela, disse que a religiosa queria superar a pessoa com a vida mais longa já registrada, a também francesa Jeanne Louise Calment, que viveu 122 anos e 164 dias e faleceu em 1997.





Source link

Comente a matéria: