Uma investigação da Polícia Civil da Paraíba resultou, na manhã desta quarta-feira, 6, no cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão na região metropolitana de Natal (RN). A Operação Fake Man contou com a participação da Polícia Civil potiguar e investiga uma organização especializada em aplicar golpes via aplicativo de whatsapp.

De acordo com as investigações, várias autoridades públicas, políticos e empresários da Paraíba foram vítimas da fraude. Os criminosos, fazendo-se passar por prefeitos paraibanos e altas autoridades públicas, criaram contas falsas no aplicativo e conseguiram convencer as vítimas a transferirem dinheiro para as contas dos falsários.

Publicidade

“Essas quantias eram repassadas a contas cadastradas em agências bancárias do Rio Grande do Norte. As investigações realizadas pela Polícia Civil da Paraíba revelou a estrutura da organização criminosa e com a ação de hoje conseguimos confirmar a identidade do autor intelectual dos crimes e chefe do grupo, ou seja, aquele que aplicava, de fato, os golpes”, disse o delegado Hugo Lucena.

Os crimes foram praticados nos anos de 2020 e 2021. O grupo investigado conta com a participação de ao menos oito integrantes. O chefe dessa organização, segundo as provas produzidas indicam, seria um homem de 23 anos de idade, sem histórico criminal, residente em Extremoz, região metropolitana de Natal.

A operação recolheu aparelhos celulares e outros objetos, que serão submetidos a exames periciais e encaminhados à justiça.

Matéria de Parlamento PB

By Marcelo Negreiros

Jornalista militando na profissão desde 1985, trabalhando nas TVs Paraíba e Cabo Branco, afiliadas Rede Globo na Paraíba, durante 15 anos. Diplomado em 2001 pelas Faculdades Integradas de Patos.

Comente a matéria: