Uma catástrofe aérea envolveu um Embraer EMB-110 “Bandeirante” operado pela ManausAerotáxi, resultando na morte de 14 pessoas, incluindo dois membros da tripulação. O voo tinha partido de Manaus com destino a Barcelos. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) confirmou que a aeronave estava com sua situação regularizada.

O governador Wilson Lima declarou apoio imediato às famílias e assegurou que todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas. Outros políticos, como o senador Dr. Hiran Gonçalves de Roraima e o deputado federal Capitão Alberto Neto, também expressaram suas condolências e prometeram apoio.

Ainda não há informações definitivas sobre a causa do acidente, mas o clima adverso pode ter sido um fator. De acordo com relatórios da Defesa Civil, fortes chuvas atingiram a área na hora do incidente. O Secretário de Segurança Pública, Coronel Vinícius Almeida, apontou que, segundo testemunhas locais, a aeronave pousou, mas não conseguiu frear a tempo.

Os corpos das vítimas foram levados para um ginásio em Barcelos e serão posteriormente transferidos para o IML de Manaus. A Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou que uma investigação sobre o acidente já foi iniciada.

Barcelos, famosa por seu ecoturismo e pesca esportiva, está atualmente em sua temporada alta, que se estende de setembro a fevereiro.

Imagens de redes sociais: 

Colaboração de Evandro Gordim

Com informações: G1

By Marcelo Negreiros

Jornalista militando na profissão desde 1985, trabalhando nas TVs Paraíba e Cabo Branco, afiliadas Rede Globo na Paraíba, durante 15 anos. Diplomado em 2001 pelas Faculdades Integradas de Patos.

Comente a matéria:

error

Quer receber notícias no momento da postagem? Se inscreva