Comentarista criticou a “frieza” do torcedor brasileiro que acompanhou a partida do Catar

EFE/EPA/Neil Hall
Vinicius Júnior foi um dos destaques da seleção brasileira na estreia da Copa do Mundo do Catar

O comentarista esportivo da Jovem Pan, Mauro Cezar, elogiou a vitória da seleção brasileira contra a Sérvia, por 2 a 0, nesta quinta-feira, 24, no primeiro jogo das equipes na Copa do Mundo do Catar. Durante o programa Canelada, o jornalista comentou que o Brasil venceu de forma convincente. “O primeiro tempo do Brasil não foi muito bom. Caiu na proposta do time sérvio e criou muito pouco. Mas na segunda etapa melhorou.

Conseguiu encontrar os espaços, já tinha criado algumas situações e foi merecida a vitória. Boa atuação do Brasil. Achei muito convincente contra um adversário muito difícil”. De acordo com Mauro Cezar, nenhuma outra seleção favorita, como França e Argentina, encararam um forte adversário como a seleção brasileira. “Na minha opinião, de todas as seleções consideradas mais importantes, o Brasil foi o que teve o desafio maior na primeira rodada. Argentina, França, Espanha, Alemanha, Inglaterra, nenhuma delas teve o porte do time sérvio.

O Brasil venceu de forma muito convincente”, ressaltou. Ele ainda criticou a “frieza” do torcedor no estádio. “A única coisa que me chamou atenção, um ponto negativo envolvendo a seleção brasileira, é a frieza desse torcedor que vem para cá, que paga caro. Vem até aqui, mas é tão silencioso que não consegue pulsar os milhares de torcedores emprestados, vamos dizer assim, que apoiam a seleção brasileira. Mas o time não precisou não. Sozinho, por conta dele, ele foi lá e venceu merecidamente um adversário difícil”, completou.

Source link

Comente a matéria: