“Reconheço que sou chato, o vereador mais chato nesta casa legislativa! Isso porque procuro ver as coisas correndo corretamente, principalmente em relação às repartições municipais, onde trabalham os funcionários públicos, sejam em cargos efetivos ou comissionados. E não faço distinção entre A ou B.


Sempre fui assim e não me arrependo de ser dessa maneira. Acredito que a honestidade está na oferta e no comportamento de quem a recebe. E isso digo, agora, em relação aos servidores de enfermagem, que reclamam, com justiça, pelo pagamento do piso salarial aprovado pelo Congresso e sancionado pelo presidente da República, assim como o terço de férias que há anos não é pago aos funcionários da edilidade”


Palavras do vereador Josmá Oliveira, na Câmara Municipal de Patos, desabafando a respeito da situação da classe funcional da edilidade patoense, fazendo ver que o ônus sempre deve vir acompanhada do bônus, significando dizer que esses servidores prestam serviços diariamente, cumprindo sua carga horária honestamente, tudo para ser útil à população de nossa cidade.


E é o que Josmá revela, complementando: “Quando digo que chego a ser inoportuno, aparentemente, é para justificar minhas ações, assim como faço agora, cobrando do senhor prefeito o cumprimento de suas obrigações para com esses agentes públicos, aproveitando a discussão da Lei Orçamentária Anual ( LOA), quando cada parlamentar quer saber o destino do dinheiro a ser gasto no próximo ano, e onde sou procurado pelos profissionais de enfermagem, que cobram unicamente o que é merecidamente seu, pois são verdadeiros anjos no setor de saúde, indispensáveis na nossa cidade. E o que seria de nós, se não fossem os enfermeiros e enfermeiras. Também digo identicamente a todos que trabalham, que se tornam necessários no nosso dia a dia, e que não são sequer pagos naquilo que têm direito.


E se Nabor Wanderley não cumprir com sua obrigação perante esses pessoal que faz parte do corpo administrativo, me proponho a me aliar a eles, para se fazer uma greve geral e, posteriormente, ir ao Ministério Público, em defesa desses irmãos, que fazem por merecer nosso apoio e total solidariedade!”

  • O site mnegreiros.com reserva o espaço para a administração, caso tenha interesse.

Da assessoria

By Marcelo Negreiros

Jornalista militando na profissão desde 1985, trabalhando nas TVs Paraíba e Cabo Branco, afiliadas Rede Globo na Paraíba, durante 15 anos. Diplomado em 2001 pelas Faculdades Integradas de Patos.

Comente a matéria: