Durante a viagem do presidente Lula à Argentina, o petista pintou o quadro do país de Alberto Fernandéz como perfeito. Segundo ele, a Argentina terminou o ano de 2022 com uma “situação privilegiada” na economia e na política. Os hermanos registraram inflação de quase 95% no ano passado.

Mas não para aí. O petista também citou a vitória da Argentina na Copa do Mundo como um símbolo da recuperação do país. “Pela primeira vez, torci para a Argentina ser campeã do mundo, pois achava que o Messi não poderia terminar a carreira dele sem ser campeão do mundo”, disse o presidente.

O pobreza atinge 43% da população argentina. Mas, pelo menos, a seleção tem mais uma estrela na camisa.

Leia também: “Eu sou você amanhã”, artigo de Gustavo Segré para a Edição 131 da Revista Oeste.

A coluna No Ponto analisa e traz informações diárias sobre tudo o que acontece nos bastidores do poder no Brasil e que podem influenciar nos rumos da política e da economia. Para envio de sugestões de pautas e reportagens, entre em contato com a nossa equipe pelo e-mail [email protected].

Source link

Comente a matéria: