Siga em tempo real as principais novidades da data especial de ofertas no varejo, que ocorre nesta sexta, 25

RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOBlack Friday

Black Friday 2021 acontece nesta sexta-feira, 25 de novembro, e promete ser uma oportunidade de aumento de vendas para os comerciantes. Tradicional dos Estados Unidos, a data é marcada pelos descontos expressivos e melhores condições de pagamentos para os clientes, sendo também um sinônimo de recorde de vendas para os lojistas. Uma pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que a data deve movimentar aproximadamente R$ 4,2 bilhões apenas neste ano. Siga as atualizações em tempo real com boas oportunidades de compras e fuja da “Black Fraude“, com balanços e informações sobre os golpes. Confira abaixo a cobertura especial da Jovem Pan sobre a Black Friday 2021:


7h22 – Moda feminina corresponde à maioria das reclamações dos clientes

Em novo levantamento feito às 7h, os produtos que lideravam as reclamações no portal Reclame Aqui eram os de Moda Feminina, que correspondiam a 8,01% das reclamações. Celulares e Smartphones são responsáveis por 5,98% das queixas dos usuários. Itens de informática completam o top 3 das reclamações, com 4,35% das reclamações.


7h00 – Saiba quais são os golpes mais comuns na Black Friday e como evita-los

Durante a Black Friday, é comum ouvir relatos de pessoas que caem em golpes e armações ilegais. Confira quais são os dez golpes mais comuns no Brasil e veja como evitar cada um deles. Clique aqui para saber mais.


6h41 – Grandes redes lideram ranking de reclamações.

De acordo com o Reclame Aqui, a Magazine Luiza era a empresa com mais reclamações até as 6h desta sexta, somando 248 queixas – 55% mens do que a média dos últimos seis meses. Em segundo lugar, vem a Amazon, com 128 reclamações, seguida pela Casas Bahia (113), pela Shopee (93) e pela Americanas (91).


6h23 – Procon-SP monta lista com sites que devem ser evitados

Para ajudar consumidores a não se tornarem vítimas de golpes durante aBlack Friday, a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de São Paulo disponibilizou uma lista com mais de 40 sites que os usuários devem evitar durante as compras. Segundo o órgão, as plataformas citadas foram alvo de reclamações de consumidores e foram notificadas pelo Procon-SP, mas não responderam ou não foram encontradas. A lista completa pode ser conferida pelo site do órgão.


6h19 – Clientes reclamam de propaganda enganosa

Segundo o site Reclame Aqui, até as 6h desta sexta-feira, 25, 16,94% das reclamações registradas pela plataforma eram sobre propaganda enganosa de produtos. Em seguida, vêm as queixas por atraso na entrega, que correspondem a 16,58%, e as de produtos não recebidos, que somam 14,8% do total. Estorno de valores pagos (8,42%) e problemas para finalizar compras (5,49%) completam a lista de maiores queixas dos usuários.





Source link

Comente a matéria: