O Athletico-PR saiu na frente do Palmeiras na semifinal da Libertadores. Nesta terça-feira (30), o Furacão derrotou o Verdão, atual bicampeão, por 1 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba. Foi a primeira derrota dos paulistas nesta edição da competição.

O Rubro-Negro paranaense, que busca retornar à final do maior torneio do continente após 17 anos, tem a vantagem do empate na partida de volta, na próxima terça-feira (6), às 21h30 (horário de Brasília), no Allianz Parque, em São Paulo. O clube alviverde precisa ganhar por dois ou mais gols de diferença para se classificar à terceira decisão seguida de Libertadores ainda no tempo normal. Se vencer por um gol, a decisão será nos pênaltis.

Ambos os times foram a campo modificados. Titulares habituais no Athletico, o meia David Terans e o atacante Pablo deram lugar a Alex Teixeira e Vitor Roque, respectivamente, na escalação de Luiz Felipe Scolari. No Palmeiras, com as ausências do volante Danilo e do meia Gustavo Scarpa, suspensos, Abel Ferreira escolheu Gabriel Menino e Flaco López. O argentino assumiu o centro do ataque, com Rony na ponta esquerda.

O Palmeiras começou o jogo melhor e teria saído na frente logo aos cinco minutos, não fosse a oportunidade desperdiçada por Flaco López. O argentino tabelou com o também atacante Dudu, mas finalizou ao lado, na cara do goleiro Bento. O Athletico encaixou a marcação e abriu o placar. Aos 21, Vitor Roque foi lançado na área pelo lateral Khellven, dominou e rolou para Alex Santana girar e chutar no canto, coroando a mudança promovida por Felipão. Bem postado, o Rubro-Negro deu pouca brecha para o Verdão assustar, com exceção de uma cabeçada de López, aos 43 minutos, após cruzamento do atacante Rony.

O Verdão retornou do intervalo pressionando o Furacão, que tentava sair nos contra-ataques, mesmo encontrando mais dificuldades para isso que no primeiro tempo. A missão dos anfitriões ganhou contornos dramáticos a partir dos 25 minutos, com a expulsão do volante Hugo Moura, que esperou a marcação de uma falta e colocou a mão na bola, recebendo o segundo cartão amarelo. Três minutos depois, Felipão levou o vermelho, por reclamação. O Palmeiras subiu as linhas e apertou o Athletico, que segurou a vantagem até o apito final.

As equipes mudam temporariamente a chave para o Campeonato Brasileiro e voltam a campo neste sábado (3), às 19h. O Athletico recebe o Fluminense na Arena da Baixada, enquanto o Palmeiras encara o Red Bull Bragantino no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). Os duelos valem pela 25ª rodada.

Source link

Comente a matéria: