O atacante Pierre-Emerick Aubameyang, do Barcelona, foi diagnosticado com uma fratura na mandíbula, segundo o portal The Athletic. O problema se deu em razão das agressões sofridas pelo jogador durante assalto em sua casa, na madrugada da última segunda-feira, 29, na região de Castelldefels, na capital da Catalunha.

Assine #PLACAR por apenas R$ 9,90/mês. Não perca!

O atleta gabonês não poderá realizar trabalhos normalmente durante a recuperação, e deve ficar de fora dos campos por um mês. De acordo com a apuração da imprensa inglesa, a lesão não afeta em nada a negociação em andamento com o Chelsea – a janela do mercado europeu se fecha nesta quinta-feira, 1º.

Durante o roubo violento à residência, os ladrões intimidaram Aubameyang e seus familiares até conseguirem abrir o cofre da casa, de onde levaram diversas joias. Eles agrediram o jogador antes de deixar o local em um Audi A3 branco.

Casos como este vêm se tornando recorrentes entre estrelas do futebol europeu, especialmente na Espanha e na França. Geralmente, no entanto, as ações criminosas ocorrem no momento em que os atletas estão fora de casa. No ano passado, Marquinhos, Mauro Icardi e Di María tiveram suas casas furtadas em Paris durante uma partida do PSG. O volante brasileiro Casemiro, então no Real Madrid, passou pela mesma situação, durante clássico contra o Atlético de Madri, em 2019.

Antes deles, Lucas Vázquez, Isco e o técnico Zinedine Zidane, do Real Madrid, Gerard Piqué, Jordi Alba e Arthur, do Barcelona, Joáquin e William Carvalho, do Betis, Sadio Mané, do Liverpool, Memphis Depay, do Lyon, e Thiago Silva, do PSG, entre outros, também foram vítimas de crimes semelhantes.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade



Source link

Comente a matéria: