O Banco do Brasil começa nesta quinta-feira, 1º, a renegociar dívidas do financiamento estudantil do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

Para regularizar os débitos é preciso ter contratado o Fies até o segundo semestre de 2017, ter parcelas em atraso acima de 90 dias em 30 de dezembro de 2021 e não ter aderido a renegociação anterior.

Quem está com as mensalidades em dia também poderá participar da negociação para quitar o saldo devedor, em parcela única, com desconto de 12% sobre o valor restante do contrato.

A contratação dos descontos e parcelamentos é feita pelo aplicativo do Banco do Brasil. Se for preciso, é possível ir até uma das agências da rede. O prazo termina em 31 de dezembro deste ano.

Descontos de até 100%

O banco oferece opções de liquidação ou parcelamento da dívida. Para os contratos com mais de 90 dias em atraso será concedido desconto de 100% dos encargos por atraso e de 12% do valor principal se o pagamento for feito à vista.

Há, ainda, a opção de parcelamento em até 150 prestações mensais, com desconto de 100% de encargos por atraso, segundo o Banco do Brasil.

Para os estudantes em atraso há menos de cinco anos e vinculados ao Cadastro Único, ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021, é possível solicitar descontos de 92% do valor saldo da dívida, mediante liquidação integral do saldo devedor.

Neste caso também é possível quitar o saldo devedor em até 15 prestações mensais e sucessivas.

Quem tem atrasos há mais de cinco anos, com adesão ao Cadastro Único e/ou que tenha sido beneficiário do Auxílio Emergencial 2021 tem desconto de 99% do saldo total da dívida, mediante liquidação integral do saldo devedor.

Para os demais casos, o desconto autorizado é de 77% do saldo total da dívida, inclusive do principal, mediante liquidação integral do saldo devedor, com a possibilidade de quitar o débito em até 15 prestações mensais e sucessivas.





Source link

Comente a matéria: