Durante comício realizado nesta quarta-feira, 24, em Belo Horizonte (MG), o presidente Jair Bolsonaro (PL) convocou a população brasileira para ir às ruas no 7 de Setembro. O chefe do Executivo pediu à população que compareça “a esse movimento de verde e amarelo, para dar um respaldo àqueles que querem realmente continuar dizendo que o Brasil é de vocês”.

Bolsonaro fez um aceno aos policiais. “Quero dizer a vocês, policiais militares que estão aqui: Hoje, temos um governo que acredita em vocês e os valoriza”, afirmou. “Um governo que, se Deus quiser, com um novo Parlamento, conseguirá o excludente de ilicitude, para que vocês possam trabalhar bem.”

O chefe do Executivo acusou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de apoiar o ditador da Nicarágua, Daniel Ortega. Recentemente, a nação centro-americana prendeu o bispo de Matagalpa, Rolando Álvarez, que é um crítico do governo socialista. “País que não tem mais liberdade, fecha rádios de católicos, prende padres”, observou. “Esse é o país que Lula da Silva defende lá fora.”

Bolsonaro disse que o Brasil vive um momento político decisivo. “Teremos eleições pela frente e sabemos da responsabilidade de bem escolher os nossos candidatos”, salientou. “Não queremos a volta da corrupção.”





Source link

Comente a matéria: