O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta sexta-feira, 21, durante sabatina nos estúdios do SBT, que não trabalhará pelo impeachment do ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Não pretendo”, ressaltou o chefe do Executivo, ao ser interpelado pelo jornalista Carlos Nascimento. “Isso compete exclusivamente ao Senado Federal.”

Bolsonaro disse ainda que não pretende aumentar o número de ministros na Suprema Corte. “Há uma crescente de críticas ao Supremo”, observou. “Parei, no tocante a isso.”

Em agosto do ano passado, o chefe do Executivo criticou a decisão do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSG-MG), que decidiu não dar prosseguimento ao pedido de impeachment de Moraes. “O presidente do Senado entendeu e acolheu uma decisão da sua advocacia, da advocacia do Senado”, disse Bolsonaro, em entrevista à Rádio Jornal, de Pernambuco. “Agora, quando chegou uma ordem do ministro Luís Roberto Barroso para abrir a CPI da Covid, ele mandou abrir. E ponto final. Ele agiu de maneira diferente daquela do passado.”

Bolsonaro participa da sabatina organizada pelo grupo de mídia formado por CNN, SBT, Estadão/Rádio Eldorado, TerraVeja e Novabrasil FM. A entrevista teve início às 21h30 desta sexta-feira.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), adversário do atual chefe do Executivo, não compareceu ao evento. Ao justificar sua ausência, o petista alegou “incompatibilidade de agendas”. Por isso, Bolsonaro será sabatinado por 60 minutos.

Source link

Comente a matéria: