Wilmar Roldán já foi acusado pelo Tricolor de praticar injúria racial, ser conivente com comentários preconceituosos e assinalar pênaltis controversos

Divulgação/ConmebolWilmar Roldán é um experiente árbitro colombiano
Wilmar Roldán apitará a final da Copa Sul-Americana

A Conmebol anunciou na manhã desta sexta-feira, 23, que Wilmar Roldán apitará a final da Copa Sul-Americana 2022 entre São Paulo e Independiente del Valle (Equador), marcada para 1º de outubro, em Córdoba, na Argentina. Experiente, o colombiano trabalhou nas últimas duas Copas do Mundo e tem um currículo de respeito, mas carrega um histórico polêmico diante do Tricolor. Na edição de 2011 do torneio continental, após a eliminação para o Libertad (Paraguai), o então lateral-esquerdo Juan, que defendias as cores são-paulinas, acusou o juiz de praticar injúria racial antes de ser expulso. “No lance em que fui cobrar os três minutos de acréscimo, o árbitro falou para mim: ‘sai daqui, macaco’. E quando eu falei para ele, ‘me chama agora de macaco’, ele agiu covardemente e me expulsou. Isso que a Conmebol faz é uma brincadeira”, disse, na época.

Dois anos depois, pela fase de grupos da Copa Libertadores da América, Roldán marcou um pênalti muito controverso para o Arsenal de Sarandí (Argentina), no empate em 1 a 1, em partida disputada no Pacaembu. Além disso, o colombiano expulsou o atacante Luís Fabiano por reclamação. Na época, o ídolo da torcida tricolor afirmou que o árbitro não tomou nenhuma atitude com os xingamentos racistas dos atletas argentinos. “O juiz estava estranho, falando que ia me tirar do jogo. Os jogadores do Arsenal me chamaram de ‘macaquito’ várias vezes, mas eu não seria idiota de insultar o juiz”, disse o hoje ex-atleta. Além do histórico de preconceito, Roldán também costuma “dar azar” para os paulistas. Longe do Morumbi, o árbitro apitou cinco jogos do clube, com cinco derrotas são-paulinas, incluindo três eliminações: Sul-Americana (2011) e Libertadores (2019 e 2021). Ao todo, ele já expulsou dois atletas do São Paulo e assinalou quatro penalidades contrárias ao Tricolor. Em córdoba, ele será auxiliado pelos compatriotas Alexander Guzmán e Wilmar Navarro. O VAR será comandado pelo chileno Júlio Bascuñan.

Veja o retrospecto do São Paulo com Wilmar Roldán em campo:

  • Libertad (PAR) 2 x 0 São Paulo – Copa Sul-Americana – 26/11/2011
  • Bolívar (BOL) 4 x 3 São Paulo – Copa Libertadores – 30/01/2013
  • São Paulo 1 x 1 Arsenal de Sarandí (ARG)- Copa Libertadores – 07/03/2013
  • São Paulo 1 x 0 San Lorenzo (ARG) – Copa Libertadores – 19/03/2015
  • São Paulo 1 x 0 Atlético-MG – Copa Libertadores – 12/05/2016
  • Talleres (ARG) 2 x 0 São Paulo – Copa Libertadores – 06/02/2019
  • LDU (EQU) 4 x 2 São Paulo – Copa Libertadores – 22/09/2020
  • São Paulo 3 x 0 Sporting Cristal (PER) – Copa Libertadores – 26/05/2021
  • Palmeiras 3 x 0 São Paulo – Copa Libertadores – 18/08/2021





Source link

Comente a matéria: