“É certamente um ataque que o diabo lança contra a família: ele entra nos pontos fracos do casal”

O casamento está cada vez mais na mira do diabo: ele o odeia e quer destruí-lo, alertam os exorcistas. Um grupo de sacerdotes exorcistas se reuniu de 9 a 12 de fevereiro em Pergusa (Enna) para a 17ª edição do encontro de formação dos exorcistas da Sicília.
O encontro foi organizado pela Igreja católica na Sicília, e trata da formação dos exorcistas das 18 dioceses da região. À frente dos trabalhos, Frei Benigno Di Gesù, e o tema “O diabo e seus ataques ao casamento”.
Publicidade

Algumas regras simples
O diabo – reportou o Avvenire (8 de março) – odeia o casamento e por isso o ataca: semeia a discórdia e exalta as diferenças, induz a tentação e chega até mesmo a eventos tão devastadores que exigem a intervenção de exorcistas. Mas há também uma maneira eficaz de manter o demônio sob controle: algumas regras simples que fortalecem as famílias.
“É certamente um ataque que o diabo lança contra a família: ele se insere nos pontos fracos do casal”, disse o Frei Benigno Di Gesù aos exorcistas, a quem propôs não apenas ferramentas de ação, mas também testemunhos daqueles que foram vítimas de posse e assédio.
Manifestações
“Não se deve esquecer que as manifestações da ação extraordinária do demônio se limitam realmente a casos bastante raros – esclareceu o religioso. O contrário no que diz respeito à sua ação cotidiana feita de tentação e fragilização do casamento. Ali ele intervém como uma espécie de amplificador que torna claras e manifestas as fraquezas e fragilidades, grita para que todos possam ouvir e se sentir envolvidos”.
O religioso explicou que “o diabo tem um ódio tão forte pela família porque o casal é a imagem de Deus, é um reflexo do amor com que Deus nos ama e ama a sua Igreja”, porque ao “olhar para um homem e uma mulher unidos pelo sacramento do matrimônio é possível contemplar o mistério trinitário, aquela unidade tão detestada pelo demônio”.
Matéria de Aleteia

Comente a matéria: