No último ano fiscal, os Estados Unidos aumentaram seu faturamento em 49% nas vendas de equipamentos militares para governos estrangeiros, fechando o ano de 2022 com US$ 205,6 bilhões de receita. Os dados foram fornecidos pelo Departamento de Estado dos EUA nesta quarta-feira, 25.

Entre as principais vendas estão os modernos caças F-15, os navios Multi-Mission Surface Combatant e os novíssimos tanques M1A2 Abrams. Alguns dos destinos das vendas foram: Indonésia (US$ 13,9 bilhões em caças), Grécia (US$ 6,9 bilhões em navios) e Polônia (US$ 6 bilhões, em blindados pesados).

Governos estrangeiros podem realizar compras desses tipos de equipamentos por meio de vendas comerciais diretas, negociadas entre um país e uma empresa, e por vendas militares estrangeiras, nas quais um governo entra em contato com o Departamento de Defesa na embaixada dos EUA em sua capital.

As empresas responsáveis por esse tipo de negociação são General Dynamics Corp (tanques Abrams), Boeing (caça F-15) e Lockheed Martin Corp (navios). Os dois métodos de venda e compra requerem aprovação do governo norte-americano para serem confirmadas.





Source link

Comente a matéria: