O ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, disse nesta terça-feira, 17, que a troca de assessores comissionados do governo federal ocorrerá em todos os ministérios.

“Vocês têm acompanhado, desde que assumimos, um número grande de troca de pessoas, e assim seguirá”, disse Costa, em coletiva de imprensa, ao ser indagado sobre a dispensa de 40 militares da Coordenação de Administração do Palácio do Alvorada, residência oficial do presidente da República. “E vocês vão ver essas trocas mais intensas a partir do dia 23.”

De acordo com o ministro, a maioria das nomeações e das exonerações ocorrerá a partir de 23 de janeiro. “Então, ainda tem muita gente para sair e muita gente para entrar, independentemente de a pessoa ser civil ou militar”, salientou. “Está se fazendo troca de pessoas, porque cargo comissionado é de extrema confiança do seu chefe imediato, seja ele o ministro seja o secretário.”

Rui Costa disse que é natural ocorrerem trocas, em razão da incompatibilidade de ideologias entre o governo passado e o atual. “Não tem nenhuma novidade com isso”, ressaltou. “Não há nenhum mistério. Ou alguém achava que iríamos entrar no governo e manter os assessores do governo anterior? Alguém achava isso? Se fosse manter o mesmo estilo, não estaria aqui falando com vocês, estaríamos num cercadinho maltratando vocês. Ao contrário, o regime de governo mudou, a filosofia de governo mudou, inclusive do ponto de vista da relação com a imprensa, com a sociedade, da transparência pública. Então, se mudou a filosofia, o conteúdo, tem de mudar também quem estava implementando isso, porque era outro estilo, outro jeito de governar que não é o nosso.”

Source link

Comente a matéria: