Mais de 5 mil advogados brasileiros assinaram uma carta crítica à reeleição do presidente, Rodrigo Pacheco, ao Senado. Estes profissionais acusam o atual presidente da Casa de omissão diante das constantes violações aos direitos fundamentais garantidos pelo Judiciário e se colocam em defesa da democracia no país.

A carta se inicia com uma série de críticas à postura do presidente Pacheco em relação ao judiciário e às decisões tomadas durante o exercício de suas funções. Os advogados denunciam que, durante os últimos meses, as medidas adotadas por Pacheco resultaram na violação dos direitos fundamentais dos brasileiros. O documento também afirma que houve um descumprimento das leis pelo Senado sob a presidência do presidente Rodrigo Pacheco.

Os profissionais da advocacia também acusam o atual presidente da Casa de ter cometido vários outros crimes contra a democracia brasileira. Alguns destes incluem negar voz para minorias políticas, não permitir mudanças nas regras eleitorais e usar meios antidemocráticos para alcançar fins partidários. Ainda assim, esses advogados mostram-se preocupados não apenas com as violações praticadas pelo atual governante, mas também com os danos irreversíveis que podem ser causados ​​se ele for reeleito no cargo de senador. Eles sinalizam que tal reeleição pode significar muito mais retrocessos nos direitos humanos no Brasil ida à frente e expressam sua profunda indignação diante disso.

Em um momento de crise política como este, esses advogados acreditam que é necessário defender os direitos fundamentais e a democracia brasileira. Por isso, eles se uniram para enviar uma carta às autoridades responsáveis ​​pelo processo eleitoral afirmando sua posição contrária à reeleição do presidente Pacheco ao Senado. Eles esperam que, desta forma, possam contribuir para construir um país mais justo e equilibrado em que todos tenham voz e possam exercer plenamente seus direitos humanos garantidos pela Constituição da República Federativa do Brasil.

Redação mnegreiros.com

By Marcelo Negreiros

Jornalista militando na profissão desde 1985, trabalhando nas TVs Paraíba e Cabo Branco, afiliadas Rede Globo na Paraíba, durante 15 anos. Diplomado em 2001 pelas Faculdades Integradas de Patos.

Comente a matéria: