Ação no hospital-escola da UFPB contou com apoio da Prefeitura de João Pessoa, que viabilizou os serviços de vacinação e testagem

Marcelo Queiroga, declarou neste sábado, 15, em João Pessoa-PB, que o governo federal está tranquilo em relação à quantidade de doses disponíveis para a vacinação de crianças contra a covid-19 no Brasil. A afirmação foi dada durante ação no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB), da Universidade Federal da Paraíba e vinculado à Rede Ebserh, para reforço da vacinação contra a covid-19 e testagem de funcionários.
Publicidade

“O Ministério da Saúde está tranquilo. Nós já temos um contrato de 20 milhões de doses, e a Pfizer nos garantiu que entregará mais 10 milhões de doses ainda no primeiro semestre. São cerca de 22 milhões de crianças, e as vacinas estarão disponíveis para todos os pais que livremente desejarem vacinar os seus filhos”, afirmou.  A vacinação do público infantil, em João Pessoa, está prevista para começar neste domingo, 16.

A passagem do ministro pelo HULW foi acompanhada pelo superintendente do HULW-UFPB, Marcelo Tissiani, pelo reitor da UFPB, Valdiney Gouveia, pelo prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, e pelo deputado federal Welington Roberto. Dentre outras autoridades, também estavam presentes a secretária de Saúde da capital paraibana, Margareth Diniz, e o presidente do Conselho Regional de Medicina da Paraíba, João Modesto Filho.

Ao conversar com a imprensa, Queiroga lembrou que a segurança da vacina para crianças foi atestada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), ressaltou que o Ministério da Saúde realizou uma consulta pública aberta à sociedade civil sobre o tema e enfatizou que as doses estão disponíveis para todas as crianças que não têm contraindicação para receber o imunizante.

Ainda sobre a vacinação do público infantil, o ministro disse que a recomendação do Ministério da Saúde é pela imunização, mas que a população tem a liberdade de decidir. “Nossa recomendação é uma recomendação favorável. Para mim, o sucesso da campanha (contra a covid-19) é pela liberdade que as pessoas têm de buscar a vacina”, ressaltou o ministro da Saúde.

 “As informações estão todas postas. O sistema público de saúde dispõe de profissionais, de médicos, que podem orientar cada paciente de maneira personalizada e dirimir qualquer dúvida. E o governo garante: todo pai e toda mãe que quiser vacinar o seu filho, não vai faltar dose de vacina”, assegurou Queiroga.

Ele comentou ainda sobre os resultados de sua atuação à frente da pasta.  “Quando eu sair do Ministério da Saúde, quem vai me julgar é a história. E eu trabalho todo dia para que eu tenha um bom julgamento da história. Eu faço o melhor que eu posso”, declarou.

Papel do HULW no enfrentamento da pandemia

Para o superintendente do HULW-UFPB, Marcelo Tissiani, foi de grande importância a presença do ministro Marcelo Queiroga na ação de imunização e testagem voltada aos colaboradores do hospital, porque também fomenta a relevância do hospital universitário no combate à pandemia.

“Já tivemos como mostrar toda a competência do hospital no enfrentamento da covid-19, quando precisamos dar as mãos para ajudar os nossos irmãos de Manaus”, afirmou Tissiani, em referência à Operação Manaus, coordenada pelo Ministério da Saúde e com apoio direto da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh/MEC), a qual conseguiu salvar mais de 160 vidas por meio da assistência oferecida pelos hospitais universitários, incluindo o HULW.

Tissiani também afirmou que o HULW está preparado, caso seja necessária uma atuação mais expressiva em decorrência da variante Ômicron. “O hospital universitário atua na alta complexidade, tendo em vista que os outros hospitais tiveram que se dedicar mais à baixa complexidade nas questões das vacinações e da atenção primária. Estamos prontos e preparados, caso essa nova variante venha a necessitar do aporte do nosso hospital”, ressaltou.  

Já o reitor da UFPB, Valdiney Gouveia, lembrou que a sociedade precisa do apoio de todos para vencer a covid-19, que é um inimigo de todos, e que a universidade tem colaborado muito no enfrentamento da pandemia. “Esse inimigo tem ceifado vidas, e precisamos unir forças no combate”.

A atividade realizada no hospital-escola da UFPB neste sábado contou com o apoio da Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, que disponibilizou profissionais e insumos para a vacinação e a testagem dos colaboradores do HULW.

Por Angélica Lúcio – Jornalista HULW-UFPB/Ebserh

Comente a matéria: