Policiais federais cumpriram hoje (24) um mandado de prisão preventiva em Uberlândia (MG) e um de busca em Passo Fundo (RS). Eles apreenderam três aeronaves.

A ação faz parte da segunda fase da Operação Manifest, cujo alvo é uma organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de drogas. A Polícia Federal (PF) também fez o bloqueio de imóveis e de outros valores da organização criminosa, além da arrecadação de outros bens que venham a ser identificados.

Segundo a PF, o grupo investigado é formado por empresários do ramo da aviação agrícola, advogados, pilotos e outros indivíduos ligados à facção criminosa. Os suspeitos poderão responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro, entre outros que venham a ser identificados com o avanço da investigação.

Histórico

As investigações da Operação Manifest começaram em dezembro de 2020, a partir de um acidente aéreo no interior do município de Muitos Capões (RS). O grupo investigado introduzia cocaína no país através da rota Bolívia/Paraguai/Brasil, utilizando aeronaves para realizar o transporte da droga.

Na primeira fase da operação, em dezembro de 2021, foram presos 11 investigados e cumpridos 30 mandados de busca. Na época, foram bloqueados R$ 15 milhões em imóveis e valores da organização criminosa, e apreendidas oito aeronaves, 12 veículos e grande quantidade de armas e munições.

Source link

Comente a matéria: