O novo protocolo de isolamento contra a disseminação da Covid-19, publicado ontem (10), pelo Ministério da Saúde, reduziu o tempo mínimo de reclusão das pessoas infectadas, de 10 para cinco dias. O anúncio foi realizado pelo ministro Marcelo Queiroga e pelo secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros. Eles explicaram que o guia epidemiológico de 2022 é baseado em medidas de segurança dos EUA e da Inglaterra.

Publicidade

As medidas visam adequação à variante Ômicron. Confira abaixo como ficou organizado o esquema de isolamento domiciliar do novo protocolo de Covid-19, elaborado pelo Ministério da saúde:



5 dias de isolamento

Pacientes infectados pela Covid-19, que desenvolveram a versão assintomática da doença, ou não possuem sintomas respiratórios e febre por um período de 24 horas, sem uso de antitérmico podem realizar o teste – antígeno ou PCR. Caso o resultado seja negativo, ele pode abandonar o isolamento. Se der positivo, deverá permanecer recluso, ao menos, até o décimo dia.

7 dias de isolamento

Caso a pessoa infectada chegue assintomática ao sétimo dia, ela estará liberada para sair do isolamento, sem a necessidade de teste. Caso ainda apresente algum sintoma respiratório ou febre, poderá fazer o teste PCR ou antígeno. Se der negativo pode sair do isolamento. Caso dê positivo, deverá permanecer em casa, ao menos, até o décimo dia.

10 dias de isolamento

Caso o paciente chegue ao décimo dia de infecção, sem nenhum sintoma, ele estará liberado para sair do isolamento sem a necessidade de realizar nenhum teste.

Mais de 10 dias de isolamento

Pessoas infectadas, que testaram positivo para a Covid-19 e ainda apresentam sintomas, mesmo após o décimo dia da doença, devem permanecer isoladas até os sintomas desaparecerem.

“O isolamento é de sete dias. Se o paciente não quis testar no quinto dia, mas, se ao sétimo dia ele estiver sem sintomas, sem febre e sem uso de medicamentos por 24 horas, ele pode sair do isolamento. Não é necessário testar”, disse o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, durante o anúncio de ontem.

Durante todo o período de isolamento, seja de cinco, dez ou mais dias, existem também algumas medidas de segurança recomendadas pelo Ministério da Saúde. Confira:

Usar máscara bem ajustada ao rosto em casa ou em público.

Evitar contato com pessoas imunocomprometidas ou com fatores de risco para agravamento da Covid-19, como também locais com aglomerações de pessoas.

Não frequentar locais onde não possa usar máscara durante todo o tempo, como restaurantes e bares; e evitar comer próximo a outras pessoas, tanto em casa como no trabalho.

Não viajar durante o seu período de isolamento de cinco dias após o início dos sintomas. Após esse período, orienta-se fazer teste para detecção do vírus SARS-CoV-2, preferencialmente teste rápido de antígeno, e só viajar se o resultado for negativo e que esteja sem sintomas antes da viajem. Caso não for possível realizar o teste, orienta-se adiar a viagem por, pelo menos, 10 dias a contar do início dos sintomas.


Confira o protocolo na íntegra, no site do Ministério da Saúde.

Comente a matéria: