O ex-jogador está com 64 anos e enfrenta a doença desde 2011; ele quer se dedicar mais à família

reprodução/Instagram oscar schmidt Oscar está com 64 anos e não quer mais fazer a quimioterapia

O ex-jogador de basquete Oscar Schmidt anunciou nesta sexta-feira, 14, que interrompeu seu tratamento contra um câncer no cérebro neste ano. O “Mão Santa” tem 64 anos e não prosseguirá com as sessões de quimioterapia.

Ele luta contra a doença desde 2011. No mesmo ano, passou por cirurgias, mas o problema reapareceu. “Parei esse ano (com a quimioterapia). Eu mesmo decidi parar. Antes, morria de medo de morrer. Fechar o olho e não acordar mais, para mim, era um terror. Graças ao tumor, perdi esse medo. Não quero ser melhor o palestrante ou o melhor jogador. Quero ser um marido e pai melhor”, disse Oscar em entrevista ao programa Sensacional, da RedeTV!. Ele afirmou que seu grande desejo é se dedicar mais à família.

O ex-jogador é casado com Maria Cristina Victorino há mais de 40 anos e é pai de Filipe, de 36 anos, e Stephanie, de 33. Oscar é tio do campeão olímpico no vôlei de praia Bruno Schmidt e irmão do apresentador do BBB, Tadeu Schmidt. Medalhista de ouro no Pan-Americano de Indianápolis-1987, Oscar Schmidt também ostenta três títulos sul-americanos com a seleção brasileira masculina de basquete (1977, 1983 e 1985). Ídolo da modalidade no Brasil conquistou três bronzes importantes para sua história: no Mundial das Filipinas-1978, Pan de San Juan-1979 e Copa América do México-1989. Em 2013, Oscar Schmidt foi eternizado no Hall da Fama do basquete, em Springfield, em Massachusetts, nos Estados Unidos.

Seleção brasileira vence Colômbia e se garante nas quartas da Americup – mnegreiros.com

No Brasil, Oscar jogou por Palmeiras, Corinthians, Flamengo e Clube Sírio. Ele também passou pelo basquete da Espanha e da Itália.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Source link

Comente a matéria: