Pesquisa aponta empate técnico pela primeira vez entre Lula e Bolsonaro

ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) estão empatados tecnicamente pela primeira vez na corrida ao Palácio do Planalto, segundo levantamento feito entre os dias 26 e 30 de agosto pelo instituto Paraná Pesquisas e divulgado nesta quarta-feira, 31.

De acordo com a pesquisa, Lula tem 41,3% das intenções de voto contra 37,1% de Bolsonaro. A diferença de 4,2 pontos percentuais em favor do ex-presidente é a menor registrada pelo instituto na atual corrida presidencial e configura empate técnico dentro da margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. No levantamento anterior, há uma semana, o petista tinha 41,7% e o presidente, 37,0%.

Na sequência, no levantamento divulgado hoje, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7,7%, e Simone Tebet (MDB), com 2,4%. Os demais candidatos não atingiram um ponto percentual. Entre os entrevistados, 5,9% disseram que irão votar em branco, nulo ou nenhum e 4,0% afirmaram que não sabem ou não responderam.

No segundo turno, a vantagem ainda é de Lula, que teria 47,8% contra 40,8% de Bolsonaro. A diferença de sete pontos percentuais em favor do petista é basicamente a mesma desde abril, quando ela era de 8,6 pontos (47,1% a 38,5%) – a variação se deu apenas dentro da margem de erro.

A pesquisa foi feita por meio de entrevistas pessoais com 2.020 eleitores em 164 municípios de 26 estados e do Distrito Federal e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BR03492/2022.

Diferenças

A distância que separa Lula de Bolsonaro tem variado nos diversos levantamentos divulgados pelos principais institutos nesta semana, todas após o início do horário eleitoral na TV e da série de entrevistas com os principais candidatos no Jornal Nacional.

As menores distâncias, sempre a favor de Lula, foram apontadas pelo Paraná Pesquisas (4,2 pontos) e BTG/FSB (7 pontos) – a maior, de doze pontos, foi constatada pelos institutos Ipec e Quaest.

Por Veja

By Marcelo Negreiros

Jornalista militando na profissão desde 1985, trabalhando nas TVs Paraíba e Cabo Branco, afiliadas Rede Globo na Paraíba, durante 15 anos. Diplomado em 2001 pelas Faculdades Integradas de Patos.

Comente a matéria: