A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira, 29, que reduzirá em 15,7% o preço da gasolina de aviação. A medida entrará em vigor a partir de 1º de setembro. Essa é a segunda diminuição seguida no valor do combustível, que já havia registrado queda de 5,7% no início deste mês.

De acordo com a estatal, os ajustes de preços da gasolina de aviação são mensais e definidos por meio de uma fórmula contratual negociada com as distribuidoras. O mesmo acontece há 20 anos com o querosene de aviação, combustível dos aviões de grande porte.

Na sexta-feira 26, a petrolífera já havia anunciado que, a partir de setembro, o preço do querosene de aviação teria uma redução de mais de 10% para as distribuidoras. No fim de julho, a estatal anunciou redução de 2,6% do valor do combustível.

A Petrobras comercializava a gasolina de aviação em suas refinarias apenas com as distribuidoras. “As distribuidoras, por sua vez, transportam o produto para as empresas de transporte aéreo e para outros consumidores finais nos aeroportos, ou para os revendedores”, explicou a empresa, em comunicado. “Distribuidoras e revendedores são os responsáveis pelas instalações nos aeroportos e pelos serviços de abastecimento.”





Source link

Comente a matéria: