O governo de Portugal recusou o convite para participar do evento “Lide Brazil Conference-Lisbon”, em Lisboa, organizado pelo ex-governador de São Paulo, João Doria. O evento começa nesta sexta-feira, 3.

Diversas autoridades brasileiras estarão presentes, como o ex-presidente da República, Michel Temer, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco; o ministro e presidente do Tribunal de Contas da União, Bruno Dantas; e os ministros do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

Foram chamados para a conferência o presidente da Assembleia da República portuguesa (equivalente ao cargo de presidente da Câmara), Augusto Santos Silva, o ministro dos Negócios Estrangeiros, João Cravinho, além do ministro da Economia, Antonio Costa e Silva. Costa e Silva chegou a confirmar presença no encontro, mas afirmou ontem, por meio de sua assessoria, que não terá condições de participar “por questões de agenda”.

Com o slogan “Oportunidades do Brasil em Portugal e na União Europeia”, o LIDE Brazil Conference-Lisbon será dividido em dois temas centrais. Nesta sexta-feira, 3, os assuntos abordados serão “Institucionalidade e Cooperação”, enquanto no sábado, 4, será a vez de discutir propostas de “Economia, Mercado e Tecnologia”.

De acordo com o correspondente internacional Ivan Kleber, o evento poderia ser uma excelente oportunidade para os empresários brasileiros apresentarem ideias para os portugueses e europeus, mas cuja forte “conotação política” não atrai o público-alvo.

“O evento que acontece na cidade de Lisboa em Portugal seria uma oportunidade muito boa e interessante para que empresários brasileiros pudessem ter uma porta de entrada não só em Portugal, mas também na União Europeia”, explicou Ivan Kleber. “Contudo o evento ganhou uma conotação política muito forte. Você tem vários atores políticos e membros do Judiciário participando e a questão empresarial ficando para uma segunda parte, que já não atrai tanto os empresários europeus, ainda mais com o esvaziamento do evento com a recusa de alguns membros, inclusive do ministro da Economia de Portugal de participarem.”

A volta após o “perdeu, Mané”

Em 14 e 15 de novembro do ano passado, membros do Supremo Tribunal Federal (STF) participaram, ao lado de empresários brasileiros, do LIDE Brazil Conference New York, organizado pelo grupo de Doria no Harvard Club, em Nova York.

O evento ficou marcado pelo incidente envolvendo o ministro do STF Luís Roberto Barroso e um cidadão brasileiro que perguntou sobre informações sobre o código fonte das urnas eletrônicas. Ao ser questionado, caminhando pelas ruas da cidade, Barroso ignorou a pergunta, soltando a frase “perdeu Mané, não amola”.

Desta vez, Barroso não deverá comparecer à LIDE Brazil Conference-Lisbon, mas a Suprema Corte será representada pelos ministros Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes. Outras autoridades brasileiras confirmadas são o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), os prefeitos de São Paulo e Curitiba, Ricardo Nunes (MDB) e Rafael Greca (PSD) e a ministra do Planejamento, Simone Tebet (MDB), O ex-presidente Michel Temer (MDB), que esteve na edição de Nova York, também estará presente.

Source link

Comente a matéria: