Publicado em:
Última atualização:

É muito comum que as pessoas tenham dúvida sobre qual tipo de atividade física é melhor para a saúde: treinamento de força ou exercícios aeróbios – ou seja, musculação ou atividades como correr, nadar e pedalar. Costumo ouvir com frequência a pergunta: André, o que é melhor para a minha saúde: malhar ou correr? Sendo assim, resolvi abordar esse assunto na coluna de hoje. 

Inicialmente, é necessário recordar que todo e qualquer tipo de atividade física, desde que feita regularmente e com intensidade e volume adequados, proporciona muitos benefícios valiosos para a saúde. Doença cardiovascular, câncer, diabetes, hipertensão e outras condições crônicas são a principal causa de morte no mundo. Em confronto a isso, a atividade física consiste na principal forma não farmacológica de reduzir o risco de adquirir alguma doença crônica não transmissível. Sendo assim, não importa tanto se pessoa faz musculação ou escolhe apenas correr.

Não se restrinja

Por outro lado, a Organização Mundial da Saúde recomenda que haja uma combinação dos exercícios aeróbios com os exercícios de força. Logo, o melhor caminho é que toda e qualquer pessoa, de crianças a idosos, realize ambos. Como por exemplo, pensemos em uma pessoa que pedala por três dias na semana e faz musculação em outros três. Essa pessoa está promovendo benefícios à sua saúde de maneira exemplar. Geralmente, sugiro que o aluno realize todos os esforços possíveis para que fique pelo menos no 2×2 (dois treinamentos aeróbios e dois de força por semana). 

Numerosos estudos científicos já foram realizados no intuito de comparar as vantagens fisiológicas decorrentes da musculação e/ou dos exercícios mais leves. Os resultados apontam para efeitos semelhantes. Portanto, o organismo se beneficia quase do mesmo modo, seja com o treino aeróbio ou de força. Obviamente, dependendo do histórico, estado atual e objetivo, a ênfase pode mudar. Pessoas acima de 40 anos precisam investir no treinamento de força para reverter (ou minimizar) a possível perda de força e massa muscular que ocorre a partir dessa faixa etária. Enquanto isso, pessoas treinando para uma meia maratona precisam priorizar os exercícios aeróbios.

Nem sempre o óbvio é a melhor opção

Outra dúvida muito comum quando pensamos nessa comparação se refere ao gasto calórico. Muita gente pensa que o treino aeróbio será melhor para emagrecer, em função de gastar mais calorias do que a musculação. Na verdade, dependendo de muitos fatores, a perda calórica da musculação pode ser maior do que uma corrida de 10 quilômetros.

Leia também: O gasto calórico do treino depende de muitas variáveis

Populações especiais, como diabéticos, gestantes, hipertensos e obesos, se beneficiam grandemente quando praticam regularmente atividade física. E as recomendações científicas indicam que combinando os dois tipos de atividade, os benefícios fisiológicos são potencializados. 

Todas as pessoas podem e devem realizar exercícios aeróbios e de força. Haverá maior promoção da saúde quando ambos forem praticados. Malhe e corra. Malhe e pedale. Malhe e nade. Malhe e dance. Malhe e caminhe… Há muitas opções para formar uma dupla.



Source link

Comente a matéria: