A Rússia disparou uma segunda onda de mísseis contra a Ucrânia neste sábado (14), forçando as pessoas a se protegerem enquanto sirenes soavam em todo o país poucas horas depois de ataques aéreos matinais que atingiram infraestrutura crítica em Kiev e na cidade de Kharkiv, no Leste do país.

Autoridades em Mykolaiv, na cidade ocidental de Lviv e no porto de Odesa, no Mar Negro, disseram que as defesas aéreas estavam tentando derrubar mísseis. Explosões foram ouvidas na região central de Vynnytsa, informou a emissora pública ucraniana Suspilne.

Moscou, que invadiu a Ucrânia em fevereiro passado, vem atacando a infraestrutura de energia da Ucrânia com mísseis e drones desde outubro, causando blecautes e interrupções em centrais de aquecimento e no fornecimento de água.

O segundo ataque neste sábado ocorreu horas depois que jornalistas da Reuters ouviram uma série de explosões em Kiev pela manhã, antes mesmo de a sirene de ataque aéreo soar, o que é altamente incomum. A extensão de quaisquer danos ou baixas na segunda onda ainda não estava clara.

Ninguém ficou ferido após a primeira onda, mas destroços de mísseis causaram um incêndio e casas foram danificadas fora da capital, disseram autoridades.

“Uma instalação de infraestrutura foi atingida. Nenhum dano crítico ou incêndio. Todos os serviços de emergência estão trabalhando no local. Ninguém está ferido”, disse o governo em um comunicado.

A Ukrenergo, que administra a rede elétrica, disse que seus funcionários estavam correndo para consertar os danos e que a rede estava enfrentando um déficit de energia causado por ataques anteriores, embora estivesse -2 graus Celsius (°C) em Kiev.

A DTEK, a maior empresa privada de eletricidade, introduziu operações contra blecautes em Kiev e na região de Odesa.

O prefeito de Kiev disse que os destroços de um míssil caíram em uma área não residencial no distrito de Holosiivskiy, no oeste da cidade, causando um incêndio, mas não ferindo ninguém.

A infraestrutura residencial também foi atingida no vilarejo de Kopyliv, na região próxima à capital. As janelas e telhados de 18 casas particulares foram quebradas ou danificadas pela explosão, disse Oleksiy Kuleba, governador regional.

O porta-voz da Força Aérea, Yuriy Ihnat, disse que os mísseis da Rússia provavelmente foram disparados ao longo de uma trajetória balística alta e circular do norte, o que explicaria por que a sirene de ataque aéreo não soou.

A Ucrânia não é capaz de identificar e abater mísseis balísticos, disse ele ao canal online Ukrainska Pravda.

*É proibida a reprodução deste conteúdo



Source link

Comente a matéria: