O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, deu início às ações emergenciais para recompor parte do efetivo da Polícia Militar (PM) do Estado. No sábado 21, quase 900 candidatos aprovados no concurso de soldado foram nomeados. A convocação foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado. A nomeação faz parte do conjunto de ações emergenciais para solucionar o déficit na corporação, que atualmente é de 14%. Em dezembro do ano passado, a PM registrou o menor efetivo de policiais desde o início dos anos 2000 (cerca de 80 mil).

A situação foi considerada “crítica” pelo secretário de Segurança Pública do Estado, Guilherme Derrite. Logo depois de assumir a pasta, em conversa com a cúpula da corporação, o secretário anunciou a elaboração de um plano emergencial para recuperar o quadro das forças de segurança. “Nós temos total ciência da necessidade de nomeações para as polícias e o governador está ao nosso lado para solucionar o problema”, disse Derrite. “Só com o fortalecimento das forças de segurança vamos conseguir avançar no combate ao crime”, admitiu.

Ainda segundo o secretário, o plano emergencial de concursos deve buscar recompor os efetivos o “mais breve possível”, mas, em razão do tempo para seleção e formação dos policiais, o governo espera recompor os quadros ao longo dos quatro anos de mandato.

Source link

Comente a matéria: