Último reajuste na capital paulista foi feito em janeiro de 2022, quando passou de R$ 5 para R$ 5,75 o valor que deve ser pago aos motoristas para estacionar

Eduardo Nicolau/Estadão ConteúdoZona azul
Em dois anos, aumento acumulado da tarifa da Zona Azul chegou a cerca de 20%

Nesta quinta-feira, 19, foi divulgado no Diário Oficial da cidade São Paulo que a tarifa básica da Zona Azul vai passar de R$ 5,75 para R$ 6,08, o que representa um aumento de 5,74%. O último reajuste no valor da tarifa na capital paulista foi feito em janeiro de 2022, quando o valor era de R$ 5. Ou seja, no intervalo de dois anos o acréscimo de 20% no valor que deve ser pago aos motoristas para estacionar nos locais de Zona Azul. Os créditos seguem funcionando para os motoristas que já haviam comprado o Cartão Azul Digital (CAD) antes do aumento. Por meio de nota, a Estapar, concessionária que administra o serviço no município, destacou que a correção dos valores segue o que foi estabelecido no contrato de concessão e leva em conta a inflação anual: “Segundo documento, o reajuste da tarifa da Zona Azul de São Paulo terá como base a inflação anual do período de janeiro de 2022 a dezembro de 2022 e passará de R$5,75 para R$6,08, a partir de 20 de janeiro de 2023”.

“A empresa reforça que os CADs já comprados poderão ser ativados normalmente pelo valor anterior e reitera seu compromisso com a população paulistana, reforçando que os CADs oficiais são encontrados de três formas: no aplicativo Estapar Nova Zona Azul – SP, no site da empresa ou em mais de 900 estabelecimentos comerciais credenciados, localizados próximos às 54 mil vagas distribuídas pelo município”, detalhou o comunicado.





Source link

Comente a matéria: