O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) declarou apoio a Lula (PT) na disputa do segundo turno das eleições. Tasso é um dos mais tradicionais nomes do PSDB nacional e, neste ano, termina seu mandato no Senado. Ele não concorreu à reeleição.

“Minha posição é Lula”, afirmou, na segunda-feira 3. “Evidente que o partido tem de discutir alguns pontos com a equipe dele, mas o que está em jogo para nós é a democracia e a democracia acima disso tudo. Espero que Lula se comprometa com um governo de pacificação.”

Além de Tasso, nomes como o do ex-chanceler Aloysio Nunes e de José Gregori, ex-ministro da Justiça, também já declararam apoio ao petista. No pleito deste ano, o PSDB ocupou o posto de vice, com a senadora Mara Gabrilli, na chapa da senadora Simone Tebet (MDB) para a Presidência.

Há pelo menos 20 anos, o PSDB e o PT se colocaram em lados opostos. Contudo, o apoio de Jereissati já era esperado desde o ano passado. Em 2021, o senador conversou com Lula por telefone para uma reunião.

Tasso Jereissati ainda não descartou que o partido opte pela neutralidade, mas acredita que a tendência será liberar o apoio. A definição vai ser divulgada depois da reunião da Executiva nesta terça-feira, 4. O senador aguarda um apoio formal a Lula.

A chapa de Simone, apoiada por Jereissati no primeiro turno, ficou em terceiro lugar na disputa pela Presidência. No domingo 3, depois do anúncio do resultado das eleições, Simone disse que iria esperar 48 horas para que os diretórios dos partidos em torno de sua candidatura decidam sobre qual caminho irão tomar. Ela ainda disse que não iria se omitir neste pleito.





Source link

Comente a matéria: