O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) inicia nesta segunda-feira, 29, a cerimônia de assinatura digital e lacração dos programas que vão nas urnas eletrônicas. O sistema será usado nas máquinas das eleições deste ano. Em nota, o TSE informou que o software “garante a segurança do voto dos brasileiros”.

Durante uma semana, uma equipe composta de dez técnicos da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE fará a compilação dos programas do sistema eletrônico de votação. O objetivo é verificar a integridade e o bom funcionamento das urnas eletrônicas para os dois da disputa eleitoral.

Marcado para a sexta-feira 2, o encerramento dos trabalhos no TSE será marcado pela presença do presidente da Corte, Alexandre de Moraes, e autoridades de entidades convidadas pelo TSE. Na cerimônia, os programas recebem uma assinatura digital das testemunhas, são lacrados “digitalmente e fisicamente” e armazenados em uma “sala-cofre” localizada no TSE.

A próxima fase de preparação das urnas é a “geração de mídias”, na qual os dados dos candidatos serão inseridos nas máquinas. Na véspera do pleito, ocorre a verificação dos sistemas usados na totalização e envio dos dados.

Leia também: “É proibido modernizar a urna eletrônica?”, reportagem publicada na Edição 69 da Revista Oeste





Source link

Comente a matéria: