A General Mills, multinacional do setor de alimentos, anunciou o fechamento da maior fábrica da Yoki no Paraná, localizada em Cambará, e a transferência da linha de produção para Pouso Alegre, em Minas Gerais, no fim deste ano. O comunicado da empresa, sediada nos Estados Unidos, foi feito no último dia 9 à prefeitura do município paranaense, que ainda tenta convencer a multinacional a ficar em Cambará.

O encerramento das atividades da Yoki no munícipio de 26 mil habitantes atinge 750 vagas de empregos diretos e cerca de 300 postos de trabalhos indiretos. A perda de arrecadação com o fim do retorno do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), cobrado pelo estado, mas que tem percentual enviado aos municípios, é de R$ 6 milhões por ano, de acordo com a prefeitura.

Justificativa da Yoki para o fechamento da fábrica

De acordo com a General Mills, a multinacional “está promovendo ajustes em suas atividades para redução de complexidades em sua operação, visando oferecer melhor nível de serviço aos seus clientes e consumidores no Brasil”.

A secretária municipal de Indústria, Comércio, Turismo, Agronegócio e Inovação de Cambará, Angélica Cristina Cordeiro Moreira, disse que a prefeitura foi surpreendida com a notícia e que a empresa não teria sinalizado interesse da venda do local para concorrentes do setor alimentício.

A General Mills afirmou que vai buscar atenuar os impactos oferecendo verbas rescisórias legais; um pacote de desligamentos com bônus de salários; extensão de benefícios, como vale-alimentação e assistência médica, e que vai “ofertar diversas oportunidades” de transferência para funcionários que desejarem se mudar para Pouso Alegre, no sul de Minas Gerais.





Source link

Comente a matéria: