O YouTube decidiu, nesta quarta-feira, 23, desmonetizar todos os canais da Jovem Pan. A iniciativa é da própria plataforma de compartilhamento de vídeos, e não pelo cumprimento de eventual decisão da Justiça.

Em comunicado, o YouTube informou que o canal do programa Os Pingos nos Is “incorreu em repetidas violações das nossas políticas contra desinformação nas eleições e das nossas diretrizes de conteúdo adequado para publicidade, incluindo as relacionadas a questões polêmicas e eventos sensíveis, atos perigosos ou nocivos, além de outras políticas de monetização”.

Desta maneira, informou a plataforma, “suspendemos a monetização do respectivo canal e dos outros que integram a rede Jovem Pan no YouTube, de acordo com nossas regras”.

A tradicional emissora de rádio é alvo de uma ação que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A Corte avalia se a Jovem Pan deu “tratamento privilegiado” ao presidente Jair Bolsonaro (PL) durante a campanha deste ano. A investigação ocorre a pedido da Coligação Brasil da Esperança, de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em defesa enviada no mês passado ao TSE, Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, alegou que a emissora pratica “jornalismo de opinião”, com enfoque “em debate sobre os fatos”.

Leia mais: “Pandemia de intolerância”, reportagem de Augusto Nunes e Edilson Salgueiro publicada na Edição 131 da Revista Oeste

Source link

Comente a matéria: