Arqueólogos anunciaram, na terça-feira 17, a descoberta da “pedra rúnica mais antiga do mundo”. Trata-se de um bloco de arenito com inscrições de até 2 mil anos de idade. Os pesquisadores encontraram o objetivo em 2021, enquanto escavavam um túmulo em Tyrifjorden, cidade a oeste de Oslo, na Noruega.

De acordo com o Museu de História Cultural de Oslo, a pedra pode conter o exemplo mais antigo de “palavras registradas por escrito na Escandinávia”, região que abrange a Noruega, a Suécia e a Dinamarca.

arqueólogos
Foto da pedra rúnica encontrada na Escandinávia – 19/01 | Foto: Reprodução/YouTube/Euro News

“Esta descoberta nos dará muito conhecimento sobre o uso de runas no início da Idade do Ferro [entre 1,2 mil anos antes de Cristo e mil anos depois de Cristo]”, disse a professora Kristel Zilmer, da Universidade de Oslo, à agência de notícias norte-americana Associated Press. “Esta pode ser uma das primeiras tentativas de usar runas na Noruega e na Escandinávia em pedra.”

Características da pedra descoberta pelos arqueólogos

A pedra possui 31 centímetros de comprimento e 32 centímetros de largura. De acordo com os pesquisadores, o objeto possui oito runas na frente, que dizem “idiberug”. O termo pode se referir a uma mulher, a um homem ou a uma família específica. Os arqueólogos continuam a decifrar outras gravuras, visto que algumas parecem “não formar um sentido linguístico”.

Itens encontrados no fosso de cremação, como ossos carbonizados e carvão, sugerem que as runas foram provavelmente inscritas entre 1 depois de Cristo e 250 depois de Cristo. “Precisávamos de tempo para analisar e datar a pedra rúnica”, explicou Kristel, ao comentar a descoberta.

O alfabeto rúnico é o mais antigo conhecido da Escandinávia. Segundo o Museu de Oslo, o achado é “super importante” para runologistas que pesquisam a história do alfabeto e suas inscrições.

“Pensamos que os primeiros objetivos na Noruega e na Suécia apareceram nos anos 300 ou 400”, disse Kristel. “Mas acontece que algumas pedras rúnicas podem ser ainda mais antigas do que acreditávamos.” A pedra “mais antiga do mundo” estará em exposição no Museu de História Cultural de Oslo entre 21 e 26 de fevereiro.





Source link

Comente a matéria: