Um bilhete escrito pela arquiteta e urbanista Viviane Ribeiro, de 37 anos, viralizou nas redes sociais. Na mensagem, ela advertiu um colega de trabalho por furtar os seus lanches. O caso ocorreu em Goiânia, Goiás. As informações são do G1.

“Caro colega do Anexo 1 do MPGO, eu trago meu lanche caseiro porque não posso comer qualquer coisa em função da minha restrição alimentar. Se estiver necessitando de ajuda, entre em contato comigo pelo ramal 694. E, por favor, devolva a vasilha de vidro que continha o iogurte com granola. Como gostou tanto do lanche, me avisa que na próxima eu trago para você também. Obrigada!”, afirmou o bilhete.


Publicidade

Viviane relatou que trabalha como analista de edificações no Ministério Público de Goiás, desde 2008, e essa não foi a primeira vez que furtaram o seu lanche.

“Eu quero que a pessoa se comova com a situação e não faça isso novamente porque gera um prejuízo. Se possível, devolva a vasilha. Não vou ficar chateada não.”

Ao ver o bilhete, uma outra colega de trabalho tirou uma foto e publicou nas redes sociais.

Até o momento, o post conta com mil comentários e sete mil compartilhamentos.

“Lembrei de um barraco que teve no meu trabalho, abriram a marmita de uma moça e pegaram todos os camarões. Ela ficou indignada, saiu gritando no andar inteiro querendo cheirar a boca do povo para sentir cheiro de camarão”, relatou um internauta.

“Já tive a marmita furtada e senti falta do pote. Mas a pior vez foi quando abri minha marmita e tinham levado só o frango! Eu só vi a marca do frango no arroz”, comentou outro.

Ao ser questionada, Viviane disse que gostou da repercussão que o caso teve.

“A intenção não era essa, mas achei bem legal. Também tive mais entrosamento com o pessoal do trabalho. Conversei com colegas que não tive oportunidade antes. Meu objetivo era gerar uma comoção para colocar uma câmera na copa e o pessoal da supervisão vai ver se tem possibilidade”, concluiu. 


Com informações de Isto É

Comente a matéria: