Morreu, nesse dia 25, no hospital do Trauma de Campina Grande,  onde estava internado desde o dia 12, o cabo Juliano,  vítima de disparos de arma de fogo,  feitos por bandidos   quando tentavam realizar um assalto no bairro Novo Horizonte . 

Sua morte,  lamentada por todos que o conheciam

, foi particularmente sentida pelo vereador Josmá Oliveira,  em razão da amizade existente entre os dois.  E sobre o triste fato,  revelou Josmá: “Estou realmente abalado com a morte do cabo Juliano.  
Publicidade 

Desde o dia 12, quando ocorreu o fato,  que vinha acompanhando seu estado de saúde,  rezando,  pedindo a Deus para que voltasse a Patos,  ao seio de sua família e ao convívio com a corporação que ele pertencia”. 
Em seguida,  complementou:

“Morre no dia 26, o dia em que veio ao mundo! Ao invés de sorrisos,  lágrimas; ao invés dos parabéns,  os pêsames! E tudo por conta da violência que impera em nossa cidade,  onde marginais andam normalmente pelas ruas,  pois o contigente e o aparato policial são insuficientes para combater mais de uma centena de facínoras. E pensar que o governador poderia resolver grande parte desse problema, aumentando a segurança e lhe dando condições de trabalhar.

Agora,  apenas lamentar e dizer a todos que vivem para garantir a nossa paz e o direito de ir e vir,  que são todos que  fazem parte da briosa polícia, que continuaremos solidários à sua causa,  que é um dos motivos atuais do nosso trabalho.  

Que os familiares tenham de mim a certeza de que estou realmente triste e inconformado com esse final tão cheio de dor,  com a partida do inesquecível cabo Juliano!”

Da Assessoria 

Comente a matéria: