Tadeu Schmidt, apresentador do BBB 23, faz alerta sobre relacionamento tóxico no jogo. Descubra como identificar os sinais desse tipo de relacionamento.

No último domingo (22), o apresentador do BBB 23, Tadeu Schmidt, falou sobre os sinais que estão sendo percebidos pelos participantes do jogo sobre a relação da atriz Bruna Griphao e Gabriel Tavares, também confinados.

Bruna e Gabriel estão juntos desde a primeira festa que ocorreu no programa, porém, apresentaram algumas atitudes um com o outro que preocuparam telespectadores, participantes e o próprio apresentador do programa. 

Antes de iniciar a programação normal, Tadeu Schmidt alertou sobre a protagonizada pelo casal que gerou muitas reações na internet: “olha esse diálogo que aconteceu ontem. Bruna falando: ‘Eu sou o homem da relação’. Gabriel falando: ‘Mas já, já você vai tomar umas cotoveladas na boca'”.

A fala do apresentador foi aclamada na internet e tida como pertinente e necessário, pois é importante que alguém reconheça quando está vivendo um relacionamento tóxico ou problemático em algum grau. Este não foi o primeiro exemplo no programa, que já teve episódios de bullying e agressões psicológicas.

O que é um relacionamento tóxico?

Um relacionamento tóxico, basicamente, é aquele que afeta, de maneira agressiva, a vida do casal, pessoal ou de forma conjunta. Um relacionamento tóxico pode envolver diversas formas de violência, como a emocional, financeira, psicológica ou sexual. Porém, mesmo que seja uma situação desgastante e prejudicial para a saúde emocional e física das pessoas envolvidas, é muito comum que elas não entendam o que estão sofrendo como abuso.

A psicóloga Manuela Moura, especialista em terapias de casal e docente no Cefac (Centro de Estudos da Família) conta que em sua clínica vê muitos casais em longos períodos de violência emocional sem que se questionem sobre uma situação abusiva.

fizkes/iStock

“Pessoas acostumadas a estar em uma relação abusiva sentem que a culpa é delas. Um mecanismo que as mantém muitos anos dentro de uma relação dessas. O abusado tende a achar que o problema é dele, que realmente não faz nada certo”, acrescenta a especialista.

Além disso, com a saúde mental abalada pelos problemas do relacionamento, se torna ainda mais difícil essa compreensão. Entenda mais sobre saúde mental e descubra como manter a sua.

Como identificar os sinais deste tipo de relacionamento?

Os recursos mais comuns nos quadros de relacionamentos tóxicos são gritos, ameaças, xingamentos, chantagens emocionais, depreciação em público ou não, críticas constantes, entre outros. Segundo a especialista Manuela Moura, abuso é tudo o que, através da fala, vai minando a autoconfiança do outro, fazendo com que essa pessoa se sinta inadequada, estranha, errada.

Além desses sinais, também é possível identificar um relacionamento nocivo quando há a presença de agressões verbais, controle excessivo da vida do outro e falta de atenção com as necessidades e vontades do outro.

“Para sair, não basta identificar que está em uma relação abusiva. Ela precisa também perceber qual é a parte dela que mantém esta relação funcionando desse jeito, reconhecer que existe um padrão que é do outro que é agressivo”, afirma Moura.

No Instagram oficial, que está sendo controlado pela equipe da atriz durante o programa, foi publicada uma nota oficial agradecendo ao apoio à Bruna e reforçando a importância de se falar sobre relacionamentos tóxicos.





Source link

Comente a matéria: