Um exemplar do cada vez mais raro gato-maracajá (Leopardus wiedii) foi avistado e fotografado a Estação Estadual de Guaxindiba, município de São Gonçalo, no norte fluminense. O registro foi feito pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) do Rio de Janeiro.

Segundo informações da Agência Brasil, a existência do gato-maracajá era conhecida há cinco anos por pesquisadores da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). A imagem foi feita durante a visita de estudantes de uma escola da região em ação ambiental.

O governador do Rio comemorou o registro: “O Inea atua diariamente para contribuir com a preservação da biodiversidade fluminense, além de estimular e promover o desenvolvimento sustentável do estado. Dessa forma, o Rio de Janeiro mantém o seu legado enquanto vanguarda socioambiental do país e colabora para um futuro ecologicamente viável”.

Mapa: reprodução Google Maps

 





Source link

Comente a matéria: