A Justiça da Espanha decretou a prisão preventiva e sem direito a fiança do jogador brasileiro Daniel Alves. O pedido havia sido feito pelo Ministério Público da Catalunha, que denunciou o atleta por agressão sexual. A informação foi divulgada pela agência de notícias Reuters.

O lateral-direito foi preso na manhã desta sexta-feira, 20. A detenção ocorreu depois que o atleta prestou depoimento em uma delegacia espanhola. De acordo com a assessoria do jogador, Daniel foi “por livre vontade para Barcelona, para esclarecer espontaneamente os fatos e comprovar sua inocência”.

A denúncia que originou o processo foi feita por uma mulher que estava em uma boate em Barcelona, na noite de 30 de dezembro de 2022. A mulher alegou que foi assediada pelo jogador. Funcionários da boate chamaram a polícia, mas, quando os policiais chegaram ao local, o jogador já havia ido embora, segundo a denúncia. Daniel Alves nega a acusação.

Daniel Alves nega acusações

Recentemente, em entrevista a um programa de TV na Espanha, Daniel Alves alegou que estava apenas dançando, sem invadir o espaço de ninguém. “Eu estive nesse lugar, e quem me conhece sabe que eu adoro dançar, mas sem invadir o espaço de ninguém, respeitando os espaços. E quando você vai ao banheiro não tem que perguntar quem está lá para usar o banheiro. Não sei quem é essa senhorita, nunca a vi. Nestes anos todos nunca invadi o espaço de ninguém sem autorização”, declarou o jogador, que se queixou também dos danos da denúncia à sua família.

Source link

Comente a matéria: