Conhecida como rainha do funk, gênero americano com nomes que vão de Diana Ross a The Trammps, a contora Betty Davis morreu nesta quinta-feira, 9, aos 76 anos, na Pensilvânia, de causas naturais, informou sua amiga e porta-voz do condado de Allegheny, Danielle Maggio à Rolling Stone dos EUA.

Publicidade

Modelo, ela largou as passarelas nos anos 1960 para iniciar carreira musical, que embalou as pistas das discotecas em meados da década até os anos 1970. Referência para vozes como Roberta Flack e Gloria Gaynor, Betty (nascida Betty Mabry) foi casada por um ano com o trompetista Miles Davis e introduziu o ícone do jazz e soul americano ao rock nos anos 1960. Ela adotou o sobrenome do músico para seu nome artísitico.

Autora de músicas como He Was a Big Freak (1974), If I’m In Luck I Might Get Picked Up (1973) e a recente Is It Love or Desire (2009), entre outras, ela foi referência para as novas gerações. O estilo e o som de Betty Davis ecoam em faixas de cantoras como Janelle Monáe. 


Com informações de Estadão Conteúdo

Comente a matéria: