Ao visitar a favela de Paraisópolis nesta segunda-feira, 17, o candidato ao governo de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) foi surpreendido por uma troca de tiros. A informação foi confirmada pela Revista Oeste.

Além de Freitas, alguns jornalistas acompanhavam a agenda do candidato e ficaram abaixados em uma sala no local. O ex-ministro deixou Paraisópolis acompanhado por seguranças e com uma escolta em uma van. Todos passam bem.

Em entrevista ao portal G1, Osvaldo Nico Gonçalves, delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo, disse que algumas viaturas do Grupo Armado de Repressão a Roubos e do Departamento de Operações Policiais Estratégicas foram enviados a comunidade para investigar o ocorrido.

“Em primeiro lugar, estamos todos bem”, escreveu Tarcísio, no Twitter. “Durante visita ao Primeiro Polo Universitário de Paraisópolis, fomos atacados por criminosos. Nossa equipe de segurança foi reforçada rapidamente com atuação brilhante da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Um bandido foi baleado. Estamos apurando detalhes sobre a situação.”

(em atualização)





Source link

Comente a matéria: