Fabrício Ferreira, ex-assessor do deputado federal André Janones (Avante-MG), acusou novamente o parlamentar de praticar “rachadinha” em seu gabinete. Em janeiro deste ano, Ferreira apresentou uma denúncia à Procuradoria-Geral da República sobre o suposto esquema, que seria encabeçado pelo congressista.

O caso, ainda sem desfecho, voltou à tona nesta semana, depois de Ferreira mencioná-lo, ao participar do podcast Cara a Tapa, do influenciador digital Rica Perrone. Após o programa, Perrone procurou Janones, nas redes sociais, com a finalidade de pedir um posicionamento, mas acabou sendo insultado.

Além de atacar Perrone, Janones alegou que o youtuber pagou o ex-assessor para que ele voltasse a tocar no tema. “É mentira”, afirmou Ferreira, em um vídeo publicado no Twitter, na terça-feira 23. “Trata-se de mais uma falácia.”

A Oeste, Ferreira disse que um assessor recebia R$ 9 mil por mês, mas devolvia R$ 4 mil ao chefe de gabinete. Além disso, Janones tratava os assessores com desrespeito. Em uma das mensagens printadas por Ferreira, o deputado aparece chamando os funcionários de “incompetentes” e que os contratara por “dó”.

Veja prints de um grupo de WhatsApp

O esquema teria começado no início do mandato de Janones, em 2019. Ferreira lembrou que houve uma reunião entre os assessores, na qual o parlamentar informara sobre os repasses do salário para um “projeto político”. A denúncia de Ferreira ainda está em apuração pelo Ministério Público Federal.

Ferreira disse a Oeste que tem sido ameaçado “de forma velada”. “São ligações que ficam mudas, recados nas redes sociais, entre outras”, revelou.

Janones e Lula

Há três semanas, o deputado desistiu se candidatar-se à Presidência para apoiar Lula na disputa pelo Planalto. No encontro com o ex-presidente Lula, ficou acertado que Janones cuidará do núcleo de redes sociais da campanha do petista. O parlamentar ganhou popularidade ao realizar transmissões ao vivo durante a greve dos caminhoneiros, em 2018. Janones também ficou conhecido por usar o auxílio emergencial, lançado pelo presidente Jair Bolsonaro, como bandeira.

Leia também: “Esquerda decadente”, artigo de Dagomir Marquezi publicado na Edição 126 da Revista Oeste





Source link

Comente a matéria: